Arquivo mensal: novembro 2013

Cine Cultura exibe retrospectiva dedicada à cineasta Claire Denis

O Cinema de Fluxo segundo Claire Denis

“O cinema nos dá prazer, certamente. Mas mais do que tudo pra mim, fazer cinema é uma viagem no impossível.” Claire Denis.

CLAIRE1

Claire Denis deixou em sua filmografia uma marca indelével para a história do cinema, sendo uma das mais influentes realizadoras do cinema contemporâneo. Seu trabalho, renegando uma idéia de misé en scéne e de narrativa clássicas, percorre um outro caminho, desconstruindo uma noção cartesiana de que o cinema deve se fundar em uma linearidade lógica para se fazer inteligível para o público. O cinema de Claire Denis se constrói antes como blocos de sensações delineadas por corpos que emergem em narrativas de si próprios. Histórias que são contadas, sobretudo pelo movimento dos corpos, que carregam para si toda uma carga metafórica: o corpo é um pedaço do mundo.

Esse cinema que rompe as regras da misé en scéne não foi dissecado apenas por Denis. Desde o final dos anos 90, cineastas decisivos ao redor do mundo buscavam uma quebra desses paradigmas com o cinema clássico, criando o que o crítico francês Stéphane Bouquet chamou mais tarde de “estética do fluxo”. De cineastas orientais como Hou Hsiao Hsien, Wong Kar Wai, Tsui Hark e Apichatpong Weerasethakul, a ocidentais como Denis, Phillipe Grandrieux, Gus Van Sant (e sua “trilogia da morte”), Vincent Gallo, Abel Ferrara, Olivier Assayas, todos buscaram em suas experiências, extrapolar todos os sentidos narrativos e diegéticos, promovendo uma espécie de distopia sensorial, embaralhando as noções de realidade e de tempo e nos aproximando ainda mais das vivências e sensações dos personagens.

Dada a relevância do cinema de Claire Denis – e do lançamento de seu último filme, Bastardos nos cinemas – e das influências do “cinema de fluxo” para a produção contemporânea, o Cine Cultura se propõe a realizar uma reflexão sobre seu trabalho e influências, promovendo um mergulho profundo em sua obra, oferecendo ao público uma oportunidade única de experimentar a visceralidade e a potência de seu cinema. A Retrospectiva conta com 7 filmes, exibindo seus trabalhos mais importantes: Dane-se a Morte (1990), Bom Trabalho (1999), Desejo e Obsessão (2000), O Intruso (2004), Do Lado de Mathilde (2005), 35 Doses de Rum (2008) e Minha Terra, África (2009).

A Retrospectiva ocorrerá entre os dias 29 de novembro e 02 de dezembro em três sessões diárias. No domingo, 01 de dezembro teremos debate com a realizadora Marcela Borela logo após a última sessão.

Texto: Rafael C. Parrode

PROGRAMA | RETROSPECTIVA CLAIRE DENIS

29/11 | sexta-feira

17:00 – Bom Trabalho

19:00 – 35 Doses de Rum

21:00 – Minha Terra África

30/11 | sábado

15:00 – Dane-se a Morte

17:00 – Do Lado de Mathilde

19:00 – Desejo e Obsessão

01/12 | domingo

15:00 – 35 Doses de Rum

17:00 – Bom Trabalho

19:00 – O Intruso (Debate com Marcela Borela e Rafael Parrode)

02/12 | segunda-feira

17:00 – Desejo e Obsessão

19:00 – Dane-se a Morte

21:00 – O Intruso

Serviço:
Retrospectiva Claire Denis

Quando: 29 de novembro a 02 de dezembro de 2013

Local: Cine Cultura – Centro Cultural Marietta Telles, Praça Cívica, nº 2.

Informações: (62) 3202-4670

Entrada Franca

Anúncios

‘A Coleção Invisível’, último trabalho de Walmor Chagas, estreia sexta-feira (22)

No sábado (23), a sessão será seguida de debate com a presença do diretor

Ficção de estreia de Bernard Attal, o drama “A Coleção Invisível” entra em cartaz no Cine Cultura na sexta-feira, 22 de novembro. No sábado (23), às 19h, o Cine Cultura recebe a presença do diretor do longa Bernard Attal que participará de debate após a exibição de seu filme.

Fazenda de Saada

Baseado no conto homônimo do austríaco Stefan Zweig, o longa narra a história da Beto (Vladmir Britcha), um técnico de som que, após ter sua vida abalada por uma tragédia, é levado a cuidar do antiquário de seu falecido pai. Interessado em uma valiosa coleção de gravuras que poderá lhe render uma fortuna, Beto parte rumo ao sul do interior baiano em busca do último homem a quem seu pai as vendeu, Samir (Walmor Chagas). Lá, no entanto, ele enfrenta a resistência da esposa de Samir, Clara (Clarice Abujamra), e sua filha, Saada (Ludmila Rosa), o que o faz se reencontrar com suas próprias origens e descobrir que o valor de uma obra pode estar muito além do dinheiro.

A Coleção Invisível foi o último trabalho para o cinema do ator Walmor Chagas, que faleceu em 18 de janeiro deste ano, aos 82 anos. Sua atuação lhe rendeu, postumamente, o prêmio de melhor ator coadjuvante no Festival de Gramado. ‘A Coleção Invisível’ ganhou mais dois prêmios no festival, o de melhor atriz coadjuvante para Clarisse Abujamra e melhor filme pelo júri popular.

‘A Coleção Invisível’ entra em cartaz com sessões às 21:00 (segunda a sexta) e 19:00 (sábado e domingo). Na primeira sessão da noite continua em cartaz o longa ‘Tabu’, de Miguel Gomes, com sessões às 19:00 de segunda a sexta e 17:00 aos sábados e domingos.

O Cine Cultura fica no Centro Cultural Marietta Telles Machado, na Praça Cívica, nº 2. Para conferir a programação completa acesse o site: www.cineculturagoias.wordpress.com/programacao

Serviço:

Estreia | A Coleção Invisível

Sessões: 21h – segunda a sexta; 19h – sábado e domingo.

Ingressos: R$ 8 Inteira / R$ 4 Meia.

Local: Cine Cultura – Centro Cultural Marieta Telles, Praça Cívica, nº 2.

Informações: 3201 -4670

Filme português ‘Tabu’ estreia nesta sexta (15) no Cine Cultura

tabu1

O premiado filme “Tabu”, dirigido pelo cineasta português Miguel Gomes, estreia no Cine Cultura nesta sexta-feira, 15 de novembro, e permanece em cartaz até o dia 28/11.

Terceiro longa do diretor Miguel Gomes (Aquele Querido Mês de Agosto), ‘Tabu’ é filmado num esplêndido preto e branco e retrata a história de uma idosa que convive com uma empregada nascida em Cabo Verde e tem como vizinha uma mulher dedicada a causas sociais. No alto de um prédio em Lisboa, a senhora morre e permite às outras duas descobrir uma aventura de amor e crime que havia se perdido no passado.

Elogiado pela crítica durante o Festival do Rio e a Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, em 2012, o longa já participou de mais de 30 festivais em todo o mundo e levou o prêmio de inovação artística no Festival de Berlim 2012.

‘Tabu’ entra em cartaz com sessões às 19:00 (sexta, sábado e domingo) e 21:00 (de segunda a quinta). Na primeira sessão da noite continua em cartaz o longa maranhense ‘O Exercício do Caos’, de Frederico Machado, com sessões às 17:00 na sexta, sábado e domingo, e segunda a quinta às 19:00.

A programação completa do Cine Cultura está disponível no endereço: www.cineculturagoias.wordpress.com/programacao

Serviço:

Estreia | Tabu, de Miguel Gomes

Sessões: 21h – segunda a quinta; 19h – sexta, sábado e domingo. (Horários válidos para a semana de 15 a 21 de novembro.)

Ingressos: R$ 8 Inteira / R$ 4 Meia.

Local: Cine Cultura – Centro Cultural Marieta Telles, Praça Cívica, nº 2.

Informações: 3201 -4670

‘O Exercício do Caos’, primeiro longa maranhense, estreia 8 de novembro no Cine Cultura

O exercicio do caos - cartaz“O Exercício do Caos”, dirigido por Frederico Machado, estreia no Cine Cultura nesta sexta (08). O longa de estreia de Frederico Machado é um pequeno conto sobre um pai autoritário que lida com as perturbações diárias de uma vida de isolamento no sertão maranhense ao lado de suas três filhas. A família sente a ausência da mãe, um capataz estranho explora a família, enquanto persegue a inocência das meninas, que por sua vez estão divididas entre a ilusão da infância e a realidade cruel de suas vidas. Enquanto os fundamentos da família desmoronam cada vez mais, os enfraquecidos personagens ficam no limiar entre a razão e a loucura, caos e fé. Belo exercício de observação, “O Exercício do Caos” é uma das grandes surpresas do circuito brasileiro de 2013.

 O filme entra em cartaz com sessões às 21:00 (de segunda a sexta) e 19:00 (sábado e domingo). Na primeira sessão da noite continua em cartaz o documentário Serra Pelada – A Lenda da Montanha de Ouro, com sessões de segunda a sexta às 19:00 e aos sábados e domingos às 17:00.

Confira a programação completa aqui: http://bit.ly/1iMRRFz

 

Serviço:

Estreia | O Exercício do Caos

Sessões: 21h – segunda a sexta; 19h – sábado e domingo. (Horários válidos para a semana de 08 a 14 de novembro.)

Ingressos: R$ 8 Inteira / R$ 4 Meia.

Local: Cine Cultura – Centro Cultural Marieta Telles, Praça Cívica, nº 2.

Informações: 3201 -4670

Cine Cultura divulga estreias de novembro

449948423_1280

A programação de novembro do Cine Cultura traz grandes novidades pra Goiânia. Nesta segunda-feira (04) temos a estreia do aclamado e muito aguardado “Serra Pelada – A Lenda da Montanha de Ouro” dirigido por Victor Lopes e vencedor do prêmio de melhor filme no último FICA (Festival Internacional de Cinema Ambiental). Documentário decisivo sobre a experiência de Serra Pelada, com imagens de arquivos e depoimentos raríssimos que nos ajudam a entender esse período pouco conhecido da história brasileira. “Serra Pelada” fica em cartaz por duas semanas.

O cinema brasileiro tem ainda mais espaço com as estreias dos aguardados “O Exercício do Caos” e “A Coleção Invisível”. “O Exercício do Caos” é o longa de estreia de Frederico Machado tendo sido exibido em festivais nacionais e internacionais. Demonstra a força de Lume filmes, produtora e distribuidora brasileira de grande destaque no cenário nacional. O filme é um pequeno conto sobre um pai que lida com as perturbações diárias de uma vida de isolamento no sertão maranhense ao lado de suas três filhas. Belo exercício de observação, “O Exercício do Caos” é uma das grandes surpresas do circuito brasileiro de 2013.

“A Coleção Invisível” é o longa de estreia de Bernard Attal, além de ser o último trabalho do grande ator Walmor Chagas para o cinema. O filme traz Vladmir Brichta que interpreta Beto, jovem hedonista que resolve ir para a cidade natal de seus pais em busca de uma coleção rara que pode salvar os negócios em crise da família. Vencedor dos prêmios de Melhor Filme e Júri Popular no Festival de Gramado em 2012 e do prêmio de melhor filme no Festival de Bogotá. O filme entra em cartaz dia 22 de novembro, e no dia 23 teremos a presença do diretor Bernard Attal para bate-papo após a exibição de seu filme.

Tabu - cartazOutra grande estreia é a do novo longa do português Miguel Gomes, “Tabu”, vencedor do prêmio da crítica no Festival de Berlim 2012, e considerado pela crítica mundial como um dos melhores filmes do ano. Produzido pela famosa produtora “O Som e a Fúria”, o filme de Miguel Gomes conta a história de Aurora, idosa que vive em um apartamento na companhia de sua empregada e de sua vizinha que sempre a visita. Após a morte de Aurora, segredos de seu passado são desenterrados se misturando com a própria história recente de Portugal.

Fechando a programação do mês de novembro, o Cine Cultura anuncia com grande entusiasmo a Retrospectiva Claire Denis com a exibição de sete filmes desta que é uma das mais importantes cineastas do cinema contemporâneo.  A mostra terá entrada franca e trará para Goiânia filmes inéditos e importantíssimos como “Dane-se a Morte” (1990), “Noites sem Dormir” (1993), “Bom Trabalho” (1999), “Desejo e Obsessão” (2001), “O Intruso” (2004), “35 Doses de Rum” (2008) e “Minha Terra, África” (2009) com debates em torno de sua filmografia. A Mostra tem o apoio da Cinemateca Francesa, Cinefrance e IFcinema.

Esperamos todos para um novembro inesquecível no Cine Cultura.

 

Serviço:

Programação Cine Cultura – de 04 de novembro a 02 de dezembro de 2013

Ingressos: R$ 8 Inteira / R$ 4 Meia.

Local: Cine Cultura – Centro Cultural Marietta Telles Machado, Praça Cívica, nº 2.

Informações: 3201 -4670