Arquivo mensal: dezembro 2013

Mostra de filmes clássicos encerra programação 2013 do Cine Cultura

Classicos Cine Cultura

Encerrando a programação 2013 o Cine Cultura exibe, entre 26 e 29 de dezembro, a Mostra Clássicos, que exibirá os filmes: ‘2001: Uma Odisseia no Espaço’, de Stanley Kubrick; ‘Tubarão’, de Steven Spielberg; ‘Robocop’, de Paul Verhoeven; e ‘A Mosca’, de David Cronenberg. A entrada é gratuita, os ingressos poderão ser retirados 1 hora antes do início das sessões.

O Cine Cultura tem capacidade para 96 pessoas e fica no Centro Cultural Marieta Telles Machado, na Praça Cívica, nº 2. Mais informações pelo telefone (62) 3201 – 4670.

Confira a programação completa da mostra Clássicos Cine Cultura:

26 de dezembro (quinta-feira)
20h – 2001: Uma Odisseia no Espaço, de Stanley Kubrick

27 de dezembro (sexta-feira)
20h – Tubarão, de Steven Spielberg

28 de dezembro (sábado)
20h- Robocop, de Paul Verhoeven

29 de dezembro (domingo)
20h – A Mosca, de David Cronenberg

Serviço:
Mostra | Clássicos Cine Cultura

Quando: 26 a 29 de dezembro de 2013

Sessões: 20h

Local: Cine Cultura – Centro Cultural Marietta Telles, Praça Cívica, nº 2.

Informações: (62) 3202-4670

Ingressos: Retirados na bilheteria 1 hora antes do início das sessões.

Entrada Gratuita

Anúncios

Longa ‘A Floresta de Jonathas’ estreia nesta sexta (20) no Cine Cultura

A Floresta de Jonathas - divulgação

 

O longa-metragem “A Floresta de Jonathas”, dirigido pelo cineasta manauense Sérgio Andrade, estreia no Cine Cultura nesta sexta-feira, 20 de dezembro. ‘Doce Amianto’, longa cearense que estreou no último dia 16, continua em cartaz na segunda sessão, os dois filmes permanecem em exibição até o dia 23 de dezembro.

Em ‘A Floresta de Jonathas’, o personagem que dá nome ao filme vive com os pais e o irmão, Juliano, em um sítio na zona rural do Amazonas. Através de uma barraca de frutas na beira da estrada, os irmãos mantém contato com todo tipo de pessoa. Um dia, eles conhecem Milly, uma turista da Ucrânia, e Kedassere, um indígena local. Juntos, decidem passar o final de semana acampando. Mesmo contra a vontade de seu pai, Jonathas resolve ir. Seduzido por Milly e pela floresta, o jovem empreenderá a mais transformadora de suas jornadas.

‘A Floresta de Jonathas’ será exibido às 19h (sexta e segunda) e 17h (sábado e domingo). O longa ‘Doce Amianto’ passa a ser exibido na segunda sessão, às 21h (sexta e segunda) e 19h (sábado e domingo).

A programação completa do Cine Cultura está disponível no endereço: www.cineculturagoias.wordpress.com/programacao

 

Serviço:

Estreia | A Floresta de Jonathas, de Sérgio Andrade

Período em cartaz: 20 a 23 de dezembro

Ingressos: R$ 8 Inteira / R$ 4 Meia.

Local: Cine Cultura – Centro Cultural Marieta Telles, Praça Cívica, nº 2.

Informações: 3201 -4670

Cine Cultura exibe documentário inédito em Goiânia, nesta terça-feira (17)

Traveling Light

 

Nesta terça-feira (17), às 19h, o Cine Cultura exibe pela primeira vez em Goiânia o documentário “Traveling Light”, da cineasta norte-americana Gina Telaroli. A exibição que terá entrada franca é uma parceria entre Cine Cultura e o conceituado site de críticas cinematográficas Lumiére.

O documentário mostra um trem de transporte de passageiros que deixa a Penn Station, em Nova Iorque, numa fria e ensolarada manhã de fevereiro. A medida em que o trem se move da costa para o centro oeste, a paisagem se modifica. Os passageiros cumprem seus papéis, a neve começa a cair e a próxima estação é anunciada, enquanto a luz continua a se transformar, rumo a escuridão.

O crítico Pedro Labuza, define que Traveling Light é quase como uma coleção de cartões postais, repleta de momentos de reflexão, não só sobre a forma como vemos o mundo, mas também a forma como vemos os outros.

Serviço:

Lançamento: Traveling Light

Quando: 17 de dezembro de 2013

Horário: 19h

Local: Cine Cultura – Centro Cultural Marietta Telles Machado, Praça Cívica, nº2.

Entrada: Gratuita

Informações: (62) 3201 – 4670

___________________________________________________

Sinopse: Um trem de transporte de passageiros deixa a Penn Station, em Nova Iorque, numa fria e ensolarada manhã de fevereiro. A medida em que o trem se move da costa para o centro oeste, a paisagem se modifica. Os passageiros cumprem seus papéis, a neve começa a cair e a próxima estação é anunciada, enquanto a luz continua a se transformar, rumo a escuridão.

Direção: Gina Telaroli

País: EUA

Ano: 2011

Duração: 58 min

Classificação: 12 anos

‘A Alegria’ estreia nesta sexta (13) no Cine Cultura

O longa nacional ‘A Alegria’, de Felipe Bragança e Marina Meliande estreia no Cine Cultura nesta sexta-feira, 13 de dezembro. Antes da exibição do longa, será exibido o primeiro capítulo da web-série Claun: os dias aventurosos de Ayana, projeto de Felipe Bragança.

Claun: os dias Aventurosos de Ayana

A web-série ‘Claun’, de Felipe Bragança, é um projeto de aventura, experimentação e CLAUN - divulgacãonarrativa transmídia baseado na mitologia e nos rituais dos “bate-bolas” do carnaval carioca, grupos de mascarados que se reuniam pelos becos da cidade no início do século passado e enfrentavam a ordem pública e a repressão. Na primeira parte da aventura, Ayana, 13 anos é tragada para o mundo dos mascarados e descobre o misterioso esconderijo de seu meio-irmão desaparecido. O projeto de Felipe Bragança estreou em janeiro no Festival de Roterdã, o primeiro capítulo da web-série será exibido no Cine Cultura no início das sessões do longa ‘A Alegria’.

  A Alegria

A Alegria - cartazDirigido por Felipe Bragança e Marina Meliande, o longa traz a história de Luíza, garota de 16 anos que vive com a mãe. Um dia seu primo João é baleado e desaparece. Todos acham que João foi morto, menos Luíza, que recebeu uma visita dele logo após o ocorrido. A mãe de Luíza resolve ficar em Queimados com a irmã, deixando a garota sozinha no apartamento do Rio de Janeiro. João visita a prima e fica no local para se recuperar, sendo cuidado por Luíza e seus amigos. A Alegria foi exibido em Cannes, em 2010, na Quinzena dos Realizadores, e nos Festivais de Santa Maria, em Portugal, e Roterdã. Passou também pelo Festival de Tiradentes e recebeu dois Candangos no Festival de Brasília.

A programação completa do Cine Cultura está disponível no endereço: www.cineculturagoias.wordpress.com/programacao

Serviço:

Estreia | Claun + A Alegria

Sessões: 17h e 19h (sábado e domingo) / 19h e 21h (segunda a sexta)

Ingressos: R$ 8 Inteira / R$ 4 Meia.

Local: Cine Cultura – Centro Cultural Marieta Telles, Praça Cívica, nº 2.

Informações: 3201 -4670

Cine Cultura exibe filmes de David Lynch até quinta-feira (12)

david-lynch-portrait-photo-miles-aldridge

Entre 09 e 12 de dezembro o Cine Cultura realiza a Mostra David Lynch em Alta Definição. A programação traz uma seleção de cinco filmes do controverso cineasta norte-americano, Eraserhead (1977), Veludo Azul (1986), Coração Selvagem (1990), A Estrada Perdida (1997) e Cidade dos Sonhos (2001), todos exibidos com entrada franca.

David Keith Lynch nasceu em Missoula (EUA), em 1946. É diretor, roteirista, produtor, artista visual, músico e, ocasionalmente, ator. Conhecido por seus filmes surrealistas, desenvolveu seu próprio estilo cinematográfico (chamado de “Lynchiano”), caracterizado por imagens de sonhos e meticuloso desenho sonoro. Na verdade, o surreal e, em muitos casos, os elementos violentos de seus filmes lhe deram a reputação de “perturbar, ofender ou mistificar” seus públicos.

PROGRAMAÇÃO:

09 de dezembro | segunda-feira

19h – Eraserhead (1977)

21h – Veludo Azul (1986)

 

10 de dezembro | terça-feira

20h – Coração Selvagem (1990)

 

11 de dezembro | quarta-feira

20h – A Estrada Perdida (1997)

 

12 de dezembro | quinta-feira

20h – Cidade dos Sonhos (2001)

 

Serviço:
Mostra: “David Lynch em Alta Definição”

Quando: 09 a 12 de dezembro de 2013

Onde: Cine Cultura | Centro Cultural Marietta Telles, Praça Cívica, nº 2.

Entrada: Franca (retirada de ingressos 30min antes da sessão)

Mais informações: (62) 3201-4670

Cine Cultura exibe a 8ª Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul

MCDH

O Cine Cultura exibe, entre os dias 3 e 8 deste mês, a oitava edição da Mostra Cinema e Direitos Humanos da América do Sul, que reúne 38 filmes sul-americanos, entre curtas, médias e longas.

A mostra será aberta nesta terça, às 20 horas, e nos demais dias as sessões serão realizadas às 14, 16, 18 e 20 horas, com entrada franca. A mostra  traz uma reflexão da importante visão de como o tema dos direitos humanos é abordado no cinema.

A iniciativa traz uma reflexão da importante visão de como o tema dos direitos humanos é abordado no cinema. A realização é da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, em parceria com o Ministério da Cultura (MinC), com produção da Universidade Federal Fluminense. A coordenação e produção local é realizada pelo Instituto de Cultura e Meio Ambiente – Icumam.

Os filmes, que serão exibidos em formato digital, dividem-se nas seguintes categorias:

– Mostra Competitiva de longas, médias e curtas

Para compor a Mostra Competitiva foram escolhidos 24 filmes de diferentes países da América do Sul, sendo 13 longas, 07 médias e 04 curtas. Os filmes selecionados dizem respeito a diversos temas relacionados aos direitos humanos.

O objetivo principal é fortalecer a educação e a cultura em Direitos Humanos a fim de construir na sociedade uma consciência cidadã por meio da promoção do respeito às diversidades, do exercício da solidariedade e consequentemente, da concretização da dignidade da pessoa humana.

– Mostra Homenagem – Vladimir Carvalho

Nascido em Itabaiana, na Paraíba, e radicado em Brasília, Vladimir Carvalho fez do cinema uma forma de pensar e intervir no mundo. Nos últimos 50 anos dirigiu filmes sobre diversos assuntos, mas sempre esteve engajado com os destinos do país e de seu povo. Como poucos Vladimir fez do documentário um ato político e frequentemente poético.

– Mostra Cinema Indígena

Nos últimos anos a produção de cinema realizada por cineastas indígenas cresceu no país, permeada tanto por questões estéticas como por questões políticas. O cinema desses realizadores contribui para o fortalecimento das lutas pelos Direitos Humanos dos indígenas. Os quatros filmes escolhidos pela curadoria, a serem exibidos na Mostra Cinema e Direitos Humanos da América do Sul, são exemplares que demonstram uma renovação de sua luta

política a partir da apropriação da tecnologia por diversas etnias que constituem os povos indígenas no Brasil.

Além dos filmes presentes nessas categorias, serão exibidos também filmes convidados, como é o caso do documentário produzido pela SDH – Paredes invisíveis: Hanseníase Região Norte – e dos filmes produzidos pela ONU: Os Descendentes do Jaguar,  Transformer: AK, Colombia: Wayuu “Gold” e Argentina: Dreaming of a Clean River.

Todos os filmes da mostra serão exibidos com closed caption para pessoas com deficiência auditiva.  Haverá também sessões com audiodescrição para pessoas com deficiência visual.

A entrada é franca e todo o material gráfico da mostra é distribuído gratuitamente.

A programação completa da mostra pode ser conferida AQUI.

SERVIÇO:

8ª Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul

Local: Cine Cultura – Centro Cultural Marietta Telles Machado.

Data: de 3 a 8 de Dezembro de 2013

Abertura: Terça-feira, 3, às 20 horas

Sessões: Entre os dias 4 a 8, às 14, 16, 18 e 20 horas

Entrada Franca