Arquivo mensal: abril 2019

Programação de 25/04 a 01/05: LOS SILENCIOS, HORÁCIO, PASTOR CLÁUDIO e ANTÓNIO UM DOIS TRÊS

PROGRAMAÇÃO DE 25/04 a 01/05.

 
25abril01maio
 
Antes de tudo: sim, funcionamos normalmente aos sábados, domingos e feriados.
 
***
 
São duas estreias: a comédia HORÁCIO, estrelando o renomado diretor de teatro Zé Celso.
 
E o documentário olho no olho PASTOR CLÁUDIO. No longa, Pastor Cláudio, respaldado pela Lei da Anistia e hoje membro ativo da comunidade evangélica, revela, dentre outros crimes, como fazia para desaparecer com corpos durante sua atuação no período da Ditadura.
 
Lembrando ainda que às 15h de sábado 27/04 há mais uma sessão da Mostra Permanente de Curtas, esta com entrada sempre gratuita.
 
***
 
1) LOS SILENCIOS (2019, Brasil/Colômbia/França, drama fantasioso, 90 min, 12 anos, dir: Beatriz Seigner)
 
Nuria, Fábio e sua mãe Amparo (Marleyda Soto) chegam a uma pequena ilha no meio da Amazônia, na fronteira entre Brasil, Colômbia e Peru. Eles fugiram do conflito armado colombiano onde o pai (Enrique Diaz) desapareceu. Certo dia, ele reaparece na nova casa de palafitas.
 
2) HORÁCIO (2019, Brasil, comédia dramática, 86 min, 16 anos, dir: Mathias Mangin)
 
Um contrabandista de 80 anos e apaixonado por seu capanga, se desespera ao saber que o amor não é recíproco e que seu mundo está prestes a desmoronar.
 
3) PASTOR CLÁUDIO (2019, Brasil, documentário, 76 min, 12 anos, dir: Beth Formaggini)
 
Conversa entre o Bispo evangélico Cláudio Guerra, ex-chefe da polícia civil que assassinou e incinerou militantes que se opunham à Ditadura Militar brasileira e Eduardo Passos, psicólogo militante dos direitos humanos.
 
4) ANTÓNIO UM DOIS TRÊS (2019, Portugal/Brasil, drama pop fofo, 93 min, 14 anos, dir: Leonardo Mouramateus)
 
António foge de casa e tenta passar a noite na casa de sua ex-namorada e lá encontra uma garota brasileira. Johnny tem dificuldades de encenar sua primeira peça de teatro em Lisboa. Sua amizade com o jovem iluminador o obriga a encarar seus verdadeiros problemas.
 
***
 
Ingresso: R$ 8 (inteira), R$ 4 (meia). Às segundas todo mundo paga meia. Pedimos gentilmente que facilitem o troco e evitem notas muito altas, ajudando assim nosso trabalho de bilheteria. Agradecemos a compreensão.
Anúncios

Programação de 18/04 a 24/04: ANTÓNIO UM DOIS TRÊS, AYKA, LOS SILENCIOS e AS FILHAS DO FOGO

De 18/04 a 24/04

 

17a24

 

São duas estreias: ANTÓNIO UM DOIS TRÊS, uma coprodução Brasil/Portugal que pode ser definida como um drama pop fofo, e fascínio visual e fantasioso de LOS SILENCIOS, que circulou por diversos festivais internacionais, incluindo o Festival de Cannes de 2018.

Como foi muito pedido, o drama erótico poliamoroso e mulheroso AS FILHAS DO FOGO retorna à programação para mais sete sessões.

E AYKA segue em cartaz, filme do Cazaquistão que rendeu o prêmio de Melhor Atriz no Festival de Cannes 2018 para Samal Yeslyamova.

 

1) ANTÓNIO UM DOIS TRÊS (2019, Portugal/Brasil, drama pop fofo, 93 min, 14 anos, dir: Leonardo Mouramateus)


António foge de casa e tenta passar a noite na casa de sua ex-namorada e lá encontra uma garota brasileira. Johnny tem dificuldades de encenar sua primeira peça de teatro em Lisboa. Sua amizade com o jovem iluminador o obriga a encarar seus verdadeiros problemas.

 

2) AYKA (2018, Rússia/Alemanha/Polônia/Cazaquistão/China, drama, 100 min, 14 anos, dir: Sergey Dvortsevoye)

Ayka acabou de dar à luz. Ela foge do hospital e abandona a criança. A câmera a acompanha pelas ruas geladas de Moscou em busca do filho, de conseguir dinheiro e de se manter viva. Ayka é interpretada pela atriz Samal Yeslyamova, nascida no Cazaquistão, que recebeu pelo papel o Prêmio de Melhor Atriz no Festival de Cannes 2018.

 

3) LOS SILENCIOS (2019, Brasil/Colômbia/França, drama fantasioso, 90 min, livre, dir: Beatriz Seigner)

Nuria, Fábio e sua mãe Amparo (Marleyda Soto) chegam a uma pequena ilha no meio da Amazônia, na fronteira entre Brasil, Colômbia e Peru. Eles fugiram do conflito armado colombiano onde o pai (Enrique Diaz) desapareceu. Certo dia, ele reaparece na nova casa de palafitas.

 

4) AS FILHAS DO FOGO (2019, Argentina, drama erótico, 120 min, 18 anos, dir: Albertina Carri)

Três mulheres começam uma jornada poliamorosa em busca de prazer, diversão e novas formas de relação. Através de suas anotações, Violeta nos conta sobre as aventuras das Filhas do Fogo: um grupo de mulheres em busca de seu próprio erotismo.

 

Ingresso: R$ 8 (inteira), R$ 4 (meia). Às segundas todo mundo paga meia. Apenas dinheiro, de modo que pedimos gentilmente que facilitem o troco e evitem notas altas, ajudando assim nosso trabalho de bilheteria. Agradecemos a compreensão.

Programação de 11/04 a 17/04: FEVEREIROS, ALASKA, AMA-SAN e AYKA

PROGRAMAÇÃO DE 11/04 A 17/04.

 
11a17
A estreia é AYKA, novo filme do cineasta cazaquistanês Sergey Dvortsevoy. O filme concorreu à Palma de Ouro no último Festival de Cannes e recebeu o prêmio de Melhor Atriz pela atuação da protagonista Samal Yeslyamova.
 
Seguem em cartaz os documentários FEVEREIROS, que entra na sua terceira e última semana de exibição, e o poético AMA-SAN, dedicado às mulheres mergulhadoras nos mares do Japão.
 
Também segue em cartaz ALASKA, longa de Goiás filmado na região da Chapada dos Veadeiros. Vale destacar que após a sessão do domingo 14/04 haverá um debate com o diretor Pedro Novaes e o crítico de cinema Thiago Rabelo.
 
Além disso, às 15h de sábado teremos mais uma sessão da Mostra Permanente de Curtas, com entrada gratuita.
 
 
1) FEVEREIROS (2019, Brasil, documentário, 73 min, livre, dir: Marcio Debellian)
A partir do vitorioso carnaval da Mangueira em homenagem a Maria Bethânia, o filme percorre uma viagem entre Rio e Bahia, acompanhando a cantora no universo familiar, festivo e religioso que inspirou o enredo.
 
2) ALASKA (2019, Brasil, drama, 72 min, 14 anos, dir: Pedro Novaes)
Anos após se separarem, Ana e Fernando decidem visitar mais uma vez a Chapada dos Veadeiros, que foi cenário de uma intensa história de amor entre os dois. A viagem é uma segunda chance para essa paixão. Mas o tempo passou e eles talvez não sejam mais os mesmos.
 
3) AMA-SAN (2019, Portugal/Japão, documentário, 112 min, livre, dir: Claudia Varejão)
O documentário mostra a vida de mulheres que trabalham arriscando as suas próprias vidas. Elas mergulham enquanto a luz do meio-dia se infiltra pelos mares do Japão. Ao encher os pulmões de ar, elas se aventuram no fundo do mar em busca de ostras, algas e pérolas. Uma tarefa que acontece no Japão há mais de 2000 anos.
 
4) AYKA (2018, Rússia/Alemanha/Polônia/Cazaquistão/China, drama, 100 min, 14 anos, dir: Sergey Dvortsevoye)
Moscou, Ayka tem um subemprego em um abatedouro de frangos, agiotas a perseguem para pagar uma antiga dívida e ela divide um quarto em uma pensão lotada. A câmera acompanha Ayka pelas ruas geladas de Moscou em busca do filho, de conseguir dinheiro e de se manter viva após as complicações do pós-parto. Ayka é interpretada pela atriz Samal Yeslyamova, nascida no Cazaquistão, que recebeu pelo papel o Prêmio de Melhor Atriz no Festival de Cannes 2018.
 
INGRESSO: R$ 8,00 inteira, R$ 4,00 meia. Apenas dinheiro. Pedimos gentilmente que facilitem o troco, ajudando assim o fluxo da bilheteria. Agradecemos a compreensão.

Programação de 04/04 a 10/04: DIÁRIOS DE CLASSE, AMA-SAN, FEVEREIROS e ALASKA

PROGRAMAÇÃO DE 04/04 A 10/04.

IMG-20190329-WA0000
 
Continuam os documentários FEVEREIROS, sobre uma das mulheres mais célebres da música brasileira, e DIARIOS DE CLASSE, sobre mulheres não tão conhecidas, mas nem por isso menos símbolos de um Brasil.

Uma das estreia é o interessantíssimo AMA-SAN, sobre mulheres mergulhadoras que arriscam suas vidas nos mares do Japão. Ao lado de FEVEREIROS e DIÁRIOS DE CLASSE, AMA-SAN compõe um I sobre diferentes mulheres de diferentes lugares e realidades, cada uma delas com sua própria força e sua própria história.

E temos a estreia de ALASKA, produção daqui de Goiás. Esse é para quem tem aquele imenso carinho pela beleza das terras goianas, e especialmente para quem já viveu uma história de amor na Chapada dos Veadeiros.

1) DIÁRIOS DE CLASSE (2019, Brasil, documentário, 72 min, 12 anos, dir: Maria Carolina da Silva e Igor Souza)

O cotidiano de três mulheres – uma jovem trans, uma mãe encarcerada e uma empregada doméstica –, estudantes de centros de alfabetização para adultos em Salvador.

2) AMA-SAN (2019, Portugal/Japão, documentário, 112 min, livre, dir: Claudia Varejão)

O documentário mostra a vida de mulheres que trabalham arriscando as suas próprias vidas. Elas mergulham enquanto a luz do meio-dia se infiltra pelos mares do Japão. Ao encher os pulmões de ar, elas se aventuram no fundo do mar em busca de ostras, algas e pérolas. Uma tarefa que acontece no Japão há mais de 2000 anos.

3) FEVEREIROS (2019, Brasil, documentário, 73 min, livre, dir: Marcio Debellian)

A partir do vitorioso carnaval da Mangueira em homenagem a Maria Bethânia, o filme percorre uma viagem entre Rio e Bahia, acompanhando a cantora no universo familiar, festivo e religioso que inspirou o enredo.

4) ALASKA (2019, Brasil, drama, 72 min, 14 anos, dir: Pedro Novaes)

Anos após se separarem, Ana e Fernando decidem visitar mais uma vez a Chapada dos Veadeiros, que foi cenário de uma intensa história de amor entre os dois. A viagem é uma segunda chance para essa paixão.

Ingresso: 8 reais inteira, 4 meia. Apenas dinheiro. Pedimos gentilmente que facilitem o troco e agradecemos a compreensão.