Arquivo mensal: junho 2019

27/06 a 03/07: A GRANDE DAMA DO CINEMA, MAYA e DIVINO AMOR

PROGRAMAÇÃO DE 27/06 A 03/07

 
27junho03julho
São três estreias, e todos os filmes são exibidos todos os dias deste período:
 
a comédia argentina A GRANDE DAMA DO CINEMA, novo filme de Juan José Campanella, diretor de “O Filho da Noiva” e “O Segredo de seus Olhos”;
 
MAYA, novo filme da diretora francesa Mia Hansen-Love. Mia parece ser hoje das cineastas com uma das mais sensíveis visões sobre o tempo, que a cada dia e a cada movimento nos constitui e nos revela. Estão em seu cinema a descoberta dos sentidos do amor, das paixões, das amizade, dos deslocamentos, do amadurecimento e, não menos importante, de ser mulher;
 
e o muito colorido Divino Amor – Filme, dirigido por Gabriel Mascaro (Boi Neon), que nos traz sua visão de um Brasil futurista evangélico.
 
Por gentileza, pedimos atenção para a classificação indicativa de cada filme.
 
***
 
1) A GRANDE DAMA DO CINEMA (2019, Argentina, 130 min, livre, dir: Juan José Campanella)
 
Formando um grupo improvável, uma antiga estrela do cinema mundial, um ator nos últimos dias de vida, um roteirista frustrado e um diretor peculiar, fazem de tudo para preservar o universo lúdico que criaram dentro de uma clássica mansão. Quando dois jovens chegam ao local e ameaçam botar tudo a perder, eles precisam tomar atitudes drásticas.
 
2) MAYA (2019, França, 105 min, 14 anos, dir: Mia Hansen-Løve)
 
Gabriel é repórter, correspondente de guerra, e acaba de retornar a Paris depois de ficar quatro meses refém de terroristas na Síria. A cidade, seu pai, a ex-mulher, nada mais parece prendê-lo ali. Parte para Goa, o lugar que remete sua infância, em busca de um pertencimento, algum novo sentido. Entre viagens pela Índia, Gabriel reencontra a mãe, que vive no país há algum tempo e de quem ele se mantém distante, e na casa de seu padrinho encontra com a jovem Maya.
 
3) DIVINO AMOR (2019, Brasil/Uruguai/Dinamarca, 99 min, 18 anos, dir: Gabriel Mascaro)
 
Brasil, 2027. Uma devota religiosa usa seu ofício num cartório para tentar dificultar os divórcios. Enquanto espera por um sinal divino em reconhecimento aos seus esforços é confrontada com uma crise no seu casamento que termina por deixá-la ainda mais perto de Deus.
 
***
 
Ingresso: R$ 8 (inteira), R$ 4 (meia). Apenas dinheiro. Às segundas todo mundo paga meia. Pedimos gentilmente que facilitem o troco e evitem notas altas, ajudando assim o trabalho de bilheteria. Agradecemos a compreensão.

20/06 a 26/06: DIAS VAZIOS, 45 DIAS SEM VOCÊ e A PARTE DO MUNDO QUE ME PERTENCE

IMG-20190616-WA0001

 

1) DIAS VAZIOS (2019, Brasil, 103 min, 16 anos, dir: Robney Bruno Almeida)

Dias Vazios é uma livre adaptação do romance “Hoje Está Um Dia Morto” do autor também goiano André de Leones. Jean e Fabiana, um casal de namorados, cursam o último ano do ensino médio em uma pequena cidade do interior e vivem o típico dilema de deixar a cidade em busca de um novo destino ou ficar e   continuar a história dos seus pais. Após passarem o dia juntos, Jean toma uma decisão inesperada e Fabiana desaparece. Dois anos depois Daniel e Alanis tentam entender o que está por trás do que aconteceu. Para eles essa busca se transforma numa chance de reinventar suas vidas.

 

2) 45 DIAS SEM VOCÊ (2019, Brasil, 86 min, 16 anos, dir: Rafael Gomes)

Rafael espera 45 dias por um amor que jamais volta. Para curar seu coração partido, decide exilar‐se de si mesmo e parte rumo a três diferentes destinos para, em cada um deles, conviver com amigos que, por motivos diversos, abandonaram o mundo em que viviam: Júlia na Inglaterra, Fábio em Portugal e Mayara na Argentina.

 

3) A PARTE DO MUNDO QUE ME PERTENCE (2019, Brasil, 84 min, 14 anos, dir: Marcos Pimentel)

A vida cotidiana de diferentes personagens anônimos, que constroem suas histórias longe dos tradicionais cartões-postais de uma cidade. Um filme sobre os combustíveis que nos movem diariamente: felicidade, reconhecimento, estabilidade financeira, casamento, distração, saúde, diversão, alguns quilos a menos, gozo, tranquilidade, superação, sucesso ou – até mesmo – uma simples e humildade pipa. Gente comum em busca de seus pequenos desejos cotidianos.

 

Ingresso sessões comerciais: R$ 8 (inteira), R$ 4 (meia). Apenas dinheiro. Às segundas todo mundo paga meia. Pedimos gentilmente que facilitem o troco e evitem notas altas, ajudando assim o trabalho de bilheteria. Agradecemos a compreensão.

10/06 a 19/06: INFERNINHO, 45 DIAS SEM VOCÊ, A PARTE DO MUNDO QUE ME PERTENCE e DIAS VAZIOS

Programação de 10/06 a 19/06

IMG-20190609-WA0000

Olá! Para começar, três observações:

OBS 1: na quinta-feira 13/06 haverá a Sessão debate de A Parte do Mundo que Me Pertence às 18h45, seguida de uma conversa com o diretor Marcos Pimentel. Por esta razão, nesse dia não haverá sessão de DIAS VAZIOS.

OBS 2: na sexta-feira 14/06 o prédio do Centro Cultural Marieta Telles estará fechado para dedetização, portanto neste dia não haverá sessões.

OBS 3: no sábado 15/04 a sessão de 15h será destinada à Mostra Permanente de Curtas, desta vez com mais um Lançamento de curtas-metragens goianos: Ninho de Periquitos (2019, 18 min, dir: Wilmar Ferraz), Agonia (2019, 12 min, dir: Martins Muniz) e Anos de Delírio (2019, 34 min, dir: Martins Muniz). Esta sessão é gratuita.

***

São duas estreias:

45 Dias Sem Você, de Rafael Gomes, um dos filmes mais pedidos das últimas semanas! Venham juntos com Rafael até Portugal, Argentina e Inglaterra, na alegre busca para aliviar seu coração partido.

E também A PARTE DO MUNDO QUE ME PERTENCE, de Marcos Pimentel, um dos grandes documentaristas brasileiros. Pimentel, cuja sensibilidade documental já era vista em seus curtas, traz aqui seu olhar extremamente acurado para a beleza de pequenas coisas da vida, que podem parecer meros grãos do dia a dia, mas que carregam em si a grandeza daquilo que existe no tempo.

Seguem em cartaz para seus últimos dias os longas INFERNINHO e Dias Vazios.

***

1) INFERNINHO (2019, Brasil, 82 min, 12 anos, dir: Guto Parente e Pedro Diógenes)

Deusimar é a dona do Inferninho, bar que é um refúgio de sonhos e fantasias. Ela quer deixar tudo para trás e ir embora, para um lugar distante. Jarbas, o marinheiro que acaba de chegar, sonha em ancorar e fincar raízes. O amor que nasce entre os dois vai transformar por completo o cotidiano do bar.

2) 45 DIAS SEM VOCÊ (2019, Brasil, 86 min, 16 anos, dir: Rafael Gomes)

Rafael espera 45 dias por um amor que jamais volta. Para curar seu coração partido, decide exilar‐se de si mesmo e parte rumo a três diferentes destinos para, em cada um deles, conviver com amigos que, por motivos diversos, abandonaram o mundo em que viviam: Júlia na Inglaterra, Fábio em Portugal e Mayara na Argentina.

3) A PARTE DO MUNDO QUE ME PERTENCE (2019, Brasil, 84 min, 14 anos, dir: Marcos Pimentel)

A vida cotidiana de diferentes personagens anônimos, que constroem suas histórias longe dos tradicionais cartões-postais de uma cidade. Um filme sobre os combustíveis que nos movem diariamente: felicidade, reconhecimento, estabilidade financeira, casamento, distração, saúde, diversão, alguns quilos a menos, gozo, tranquilidade, superação, sucesso ou – até mesmo – uma simples e humildade pipa. Gente comum em busca de seus pequenos desejos cotidianos.

4) DIAS VAZIOS (2019, Brasil, 103 min, 16 anos, dir: Robney Bruno Almeida)

Dias Vazios é uma livre adaptação do romance “Hoje Está Um Dia Morto” do autor também goiano André de Leones. Jean e Fabiana, um casal de namorados, cursam o último ano do ensino médio em uma pequena cidade do interior e vivem o típico dilema de deixar a cidade em busca de um novo destino ou ficar e continuar a história dos seus pais. Após passarem o dia juntos, Jean toma uma decisão inesperada e Fabiana desaparece. Dois anos depois Daniel e Alanis tentam entender o que está por trás do que aconteceu. Para eles essa busca se transforma numa chance de reinventar suas vidas.

***

Ingresso: R$ 8 (inteira), R$ 4 (meia). Apenas dinheiro. Pedimos gentilmente que facilitem o troco e evitem notas altas, ajudando assim o trabalho de bilheteria. Agradecemos a compreensão.

***

O Cine Cultura é uma das muitas unidades culturais da Secretaria de Cultura de Goiás . Acompanhem a página da Secult para se informarem sobre outras atividades e eventos

Programação de 05/06 a 09/06: INFERNINHO, DIAS VAZIOS e MOSTRA DE CINEMA EUROPEU

IMG-20190603-WA0022

 

05/06

16h00 – INFERNINHO (Brasil, 82 min, 12 anos)

18h00 – DIAS VAZIOS (Brasil, 103 min, 16 anos)

20h00 – Mostra de Cinema Europeu, gratuita: O ÚLTIMO POÇO (Croácia, 20 min, livre) + AMANHECER EM KIMMERIA (Chipre, 100 min, 12 anos)

 

06/06

16h30 – INFERNINHO (Brasil, 82 min, 12 anos)

18h30 – DIAS VAZIOS (Brasil, 103 min, 16 anos)

20h30 – Mostra de Cinema Europeu, gratuita: THE STARTUP (Itália, 96 min, 14 anos)

 

07/06

16h30 – INFERNINHO (Brasil, 82 min, 12 anos)

18h30 – DIAS VAZIOS (Brasil, 103 min, 16 anos)

20h30 – Mostra de Cinema Europeu, gratuita: LIZA, A FADA RAPOSA (Hungria, 98 min, 16 anos)

 

08/06

15h00 – INFERNINHO (Brasil, 82 min, 12 anos)

17h00 – DIAS VAZIOS (Brasil, 103 min, 16 anos)

19h00 – Mostra de Cinema Europeu, gratuita: OS EXILADOS ROMÂNTICOS (Espanha, 70 min, 12 anos)

20h30 – O QUE ESTAMOS ESPERANDO? (França, 119 min, livre)

 

09/06

15h00 – DIAS VAZIOS (Brasil, 103 min, 16 anos)

17h00 – INFERNINHO (Brasil, 82 min, 12 anos)

18h45 – Mostra de Cinema Europeu, gratuita: BIKE VERSUS CARROS (Suécia, 92 min, livre)

20h30 – DIAS VAZIOS (Brasil, 103 min, 16 anos)

 

Ingresso sessões comerciais: R$ 8 (inteira), R$ 4 (meia). Apenas dinheiro.

Ingresso Mostra de Cinema Europeu: entrada gratuita

 

SESSÕES COMERCIAIS:

 

1) INFERNINHO (2019, Brasil, 82 min, 12 anos, dir: Guto Parente e Pedro Diógenes)

Deusimar é a dona do Inferninho, bar que é um refúgio de sonhos e fantasias. Ela quer deixar tudo para trás e ir embora, para um lugar distante. Jarbas, o marinheiro que acaba de chegar, sonha em ancorar e fincar raízes. O amor que nasce entre os dois vai transformar por completo o cotidiano do bar.

 

2) DIAS VAZIOS (2019, Brasil, 103 min, 16 anos, dir: Robney Bruno Almeida)

Dias Vazios é uma livre adaptação do romance “Hoje Está Um Dia Morto” do autor também goiano André de Leones. Jean e Fabiana, um casal de namorados, cursam o último ano do ensino médio em uma pequena cidade do interior e vivem o típico dilema de deixar a cidade em busca de um novo destino ou ficar e   continuar a história dos seus pais. Após passarem o dia juntos, Jean toma uma decisão inesperada e Fabiana desaparece. Dois anos depois Daniel e Alanis tentam entender o que está por trás do que aconteceu. Para eles essa busca se transforma numa chance de reinventar suas vidas.

 

Ingresso: R$ 8 (inteira), R$ 4 (meia). Apenas dinheiro. Às segundas todo mundo paga meia. Pedimos gentilmente que facilitem o troco e evitem notas altas, ajudando assim o trabalho de bilheteria. Agradecemos a compreensão.

 

MOSTRA GRATUITA DE CINEMA EUROPEU – SEMANA DA EUROPA 2019

 

  1. O ÚLTIMO POÇO (2017, Croácia, 20 min, livre, dir: Filip Filkovic)

 

O ano é 2037 e a Europa está em frangalhos. O proprietário do último poço com água limpa e natural vive na Croácia. Depois que uma de suas vendas de água potável termina em um banho de sangue, ele se torna marido e padrastro. Mas, quando o poço seca, ele é forçado a fazer um último “comércio”.

 

2) AMANHECER EM KIMMERIA (2018, Chipre, 100 min, 12 anos, comédia, dir: Simon Farmakas)

 

Uma vila remota do Chipre se torna tragicômica quando um objeto não identificado cai em uma plantação de batatas em uma área de controle da ONU. Um jovem fazendeiro cava o objeto que desencadeia uma série de eventos.

 

3) THE STARTUP – DÁ PLAY NO SEU FUTURO (2017, Itália, 97 min, 14 anos, drama, dir: Alessandro D’alatri)

 

Matteo Achilli tem 18 anos e quer se tornar um nadador de sucesso. Seu treinador, no entanto, favorece seu próprio filho, que treina no mesmo time de Matteo, mas não é tão bom quanto ele. O jovem não desanima e resolve procurar sua revanche: matricula-se em uma prestigiada universidade e cria um aplicativo capaz de classificar candidatos para diferentes tarefas profissionais usando um algoritmo matemático que avalia o mérito. O filme é baseado em fatos reais.

 

4) LIZA, A FADA RAPOSA (2015, Hungria, 98 min, 16 anos, comédia, dir: Károly Ujj Mészáros)

 

Na Budapeste de 1970, a enfermeira Liza (Mónika Balsai) sonha com um romance. Porém, todos os seus pretendentes morrem de forma extrema e violenta, fazendo ela temer o pior: seria ela uma fox fairy, um demônio da mitologia japonesa? De acordo com a lenda, todos que se apaixonam por ela morrem logo em seguida.

 

5) OS EXILADOS ROMÂNTICOS (2015, Espanha, 70 min, 12 anos, drama romântico, dir: Jonás Trueba)

 

Três amigos realizam uma viagem em busca de amores idílicos e efêmeros. O que eles pretendem é experimentar novas emoções, algo que faça se sentirem vivos. Pode ser uma tentativa de gastar os últimos momentos da juventude com certo heroísmo, mas talvez seja mesmo uma mostra da decadência do gênero masculino.

6) O QUE ESTAMOS ESPERANDO? (2016, França, 119 min, livre, documentário, dir: Marie-Monique Robin)

 

Quem acreditaria que a campeã internacional das cidades em transição é uma pequena comunidade francesa? No entanto, Rob

Hopkins, fundador do movimento das cidades em transição, é quem diz isso. ”O Que estamos esperando?” conta como uma pequena cidade da Alsácia, de 2200 habitantes, começou o processo de transição para a era pós-petróleo, decidindo reduzir seu impacto ambiental.

 

7) BIKES VERSUS CARROS (2015, Suécia, 92 min, livre, documentário, dir: Fredrik Gertten)

 

A bicicleta é uma ferramenta incrível para a mudança. Contra os imensos problemas urbanos, ela surge cada vez mais como uma solução “faça você mesmo”. Mas as mortes de ciclistas no trânsito ainda são diárias e eles exigem faixas seguras. O ex-correspondente internacional e colunista Fredrik Gertten coleciona experiências na África, na América Latina, na Ásia e em toda a Europa. Em Bikes versus carros, ele mostra como ativistas e cidades em todo o mundo estão se movendo em direção a um novo sistema.