03/03 a 08/03/2020: O FILME DO BRUNO ALEIXO, VIVER LÁ, ANTOLOGIA DA CIDADE FANTASMA, INAUDITO, PARASITA e CLÉO DAS 5 ÀS 7

PROGRAMAÇÃO: 03/03 a 08/03

Lembrando que abrimos normalmente aos sábados e domingos.

Atenção para os dias específicos na sessão de 17h.

 

03a08março

 

São três estreias: a insana comédia portuguesa O FILME DO BRUNO ALEIXO; o documentário INAUDITO, que se envolve de maneira extremamente envolvente com o processo criativo e a relação musical de Lanny Gordin, guitarrista ícone da Tropicália; e o suspense atmosférico de ANTOLOGIA DA CIDADE FANTASMA.

Além disso, no Dia da Mulher (domingo 08/03) realizaremos uma sessão muito especial de CLÉO DAS 5 ÀS 7, da grande Agnés Varda, cineasta francesa que sabia filmar com muito desejo de vida. Esta sessão conta com o apoio da Aliança Francesa Goiânia e a entrada é gratuita.

***

1) O FILME DO BRUNO ALEIXO (Portugal, 2020, 92 min, 14 anos, dir: João Moreira e Pedro Santo)

Bruno Aleixo é convidado a escrever o roteiro de seu filme biográfico e, apesar de sempre ter as melhores ideias, acaba pedindo ajuda a seus amigos Busto, Bussaco e Renato. A partir disso, se desenvolve uma espécie de brainstorm sem sentido em que as sugestões se concretizam na tela. Sucesso na internet, o cachorro-ewock português agora chega aos cinemas brasileiros.

2) VIVER LÁ (Chile/Brasil, 2020, 70 min, Livre, dir: Javiera Veliz Fajardo)

Seria possível que vento, os pássaros, o calor, simplesmente desapareçam de um dia para o outro? Totoral é uma peculiar vila que vai embora por trás das colinas onde está localizada e permanece esquecida e intocada ao restante do mundo. O que, para muitos, poderia ser considerado uma maldição, para outros é uma dádiva.

3) ANTOLOGIA DA CIDADE FANTASMA (Canadá, 2019, 97 min, 14 anos, dir: Denis Côté)

Simon Dubé morre em um acidente de carro em Irénée-les-Neiges, cidade pequena e isolada com uma população de 215 habitantes. Algo desce lentamente sobre a região. Nesse período de luto e nessa neblina, estranhos começam a aparecer.

4) INAUDITO (2020, Brasil, 88 min, 14 anos, dir: Gregório Gananian)

Documentário realizado com Lanny Gordin, guitarrista fundamental da Tropicália, que eletrizou Gal Costa, Gilberto Gil, Caetano Veloso e Jards Macalé, dentre outros. Lanny nos revela o seu processo libertário de composição e pensamento atual, embarcando em uma insólita odisseia pelo Brasil e pela China.

5) PARASITA (2019, Coreia do Sul, 131 min, 16 anos, dir: Joon-ho Bong)

Todos os quatro membros da família Ki-taek estão desempregados, porém uma obra do acaso faz com que o filho adolescente comece a dar aulas privadas de inglês à rica família Park. Fascinados com o estilo de vida luxuoso, os quatro bolam um plano para se infiltrar nos afazeres da casa burguesa.

6) CLÉO DAS 5 ÀS 7 (1962, França, 90 min, 14 anos, dir: Agnés Varda)

Cleo, cantora e hipocondríaca, fica cada vez mais preocupada com o fato de ter câncer enquanto aguarda os resultados dos exames de seu médico.
.
O Cine Cultura é uma unidade da Secretaria de Cultura de Goiás.
.
Ingresso: R$ 8 (inteira), R$ 4 (meia). Apenas dinheiro. Às segundas todo mundo paga meia. Pedimos gentilmente que facilitem o troco e evitem notas altas, ajudando assim o trabalho de bilheteria. Agradecemos a compreensão.

Sobre Cine Cultura

O Cine Cultura é o espaço de referência em Goiânia quando o assunto é o CINEMA. Inaugurada no dia 15 de julho de 1989, a pequena sala batizada de Sala Eduardo Benfica, com 98 lugares, apesar de pequena, abriu as portas para uma história de cinema que tem sido escrita com grande força em seus anos de existência. Dirigido ao longo de grande parte de sua história por Antônio Segatti – importante diretor de fotografia de inúmeras produções cinematográficas em Goiás – o Cine Cultura se firmou como principal espaço de exibição de filmes não-comerciais, proporcionando ao público experiências que os cinemas ditos “comerciais” não se interessavam em promover. Hoje, com 89 lugares (sendo um espaço para cadeirante), o Cine Cultura acompanha um momento decisivo de transição pelo qual passa o cinema mundial no século XXI. A tradicional projeção em 35mm que acompanhou toda a história do nosso cinema vem agora aliada à tecnologia digital, proporcionando uma maior democratização de acesso a uma quantidade inimagináveis de filmes disponíveis no circuito exibidor brasileiro e mundial. Como cinema que privilegia o que de melhor se produz no cinema contemporâneo, o Cine Cultura se coloca como o principal espaço de difusão de filmes de Goiás, exibindo lançamentos importantes do circuito comercial, sem nunca deixar de promover festivais e mostras especiais, buscando oferecer para o público goianiense, uma programação ampla e democrática, transformando o nosso cinema num espaço de convivência, reflexão e debate aberto a toda a sociedade. Buscar uma relação mais próxima e afetiva com o público é o principal projeto do Cine Cultura. Estar em contato direto com as pessoas, ser um catalisador de experiências audiovisuais, de aproximação com a cultura e com a arte através do cinema, é o que motiva o Cine Cultura. A ideia é construir um intenso e fértil ambiente onde a paixão pelo cinema possa florescer, a partir do qual o cinema possa ser conhecido em sua totalidade, sem limitações. Assim o Cine Cultura pretende ser o lugar onde as pessoas, cada vez mais, possam enfim se render ao poder transformador da sétima arte.

Publicado em 2 de março de 2020, em Programação. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: