22/02 a 25/02/2020: recesso de carnaval

RecessoCarnaval

 

Olá!

Como boa parte de vocês sabem, o Cine Cultura abre todos os dias da semana, de segunda a segunda, inclusive aos sábados, domingos e feriados.

Porém, existem três exceções: os feriados de Carnaval, Natal e Ano Novo.

Portanto, comunicamos que o Cine Cultura estará fechado para recesso de Carnaval durante o período de 22 a 25 de fevereiro, retomando suas sessões na quarta-feira 26/02.

A programação que será exibida a partir de quarta 26/02 será publicada até domingo 23/02.

Boas festas!
.
O Cine Cultura é uma unidade da Secretaria de Cultura de Goiás.
.
Ingresso: R$ 8 (inteira), R$ 4 (meia). Apenas dinheiro. Às segundas todo mundo paga meia. Pedimos gentilmente que facilitem o troco e evitem notas altas, ajudando assim o trabalho de bilheteria. Agradecemos a compreensão.

13/02 a 21/02/2020: AINDA TEMOS A IMENSIDÃO DA NOITE, ADONIRAN, FERNANDO, VIVER LÁ, PARASITA e AÇÚCAR

PROGRAMAÇÃO: 13 a 21 de fevereiro

 

IMG_20200212_211338_413

 

Lembrando que abrimos normalmente aos sábados e domingos.

1) AINDA TEMOS A IMENSIDÃO DA NOITE (2019, Brasil, 98 min, 16 anos, dir: Gustavo Galvão)

Cansada de lutar por um lugar ao sol com sua banda de rock, onde é trompetista e vocalista, Karen decide ir embora de Brasília. Meses depois, forçada a recomeçar em Brasília, Karen precisa entender o papel dela e o papel da arte na cidade que o avô ajudou a construir.

2) ADONIRAN, MEU NOME É JOÃO RUBINATO (2020, Brasil, 92 min, 12 anos, dir: Pedro Serrano)

Adoniran Barbosa, autor de sucessos como “Trem das Onze” e “Saudosa Maloca”, carrega o título de maior sambista paulista de todos os tempos. A cidade de São Paulo era a personagem principal de suas canções e radionovelas. Através de imagens de arquivos raras e nunca vistas antes, o compositor e cantor paulistano, que faleceu em 1982, é redescoberto pelo público.

3) FERNANDO (Brasil, 2019, 71 min, 12 anos, dir: Igor Angelkorte, Julia Ariani e Paula Vilela)

Fernando é um ator e professor de teatro que, aos 74 anos, é impelido a ser protagonista de si mesmo em uma experiência que borra as fronteiras entre o documental e o ficcional. Diante de um delicado problema no coração, ele segue uma vida repleta de amor pela arte.

4) VIVER LÁ (Chile, 2020, 70 min, Livre, dir: Javiera Veliz Fajardo)

Seria possível que vento, os pássaros, o calor, simplesmente desapareçam de um dia para o outro? Totoral é uma peculiar vila que vai embora por trás das colinas onde está localizada e permanece esquecida e intocada ao restante do mundo. O que, para muitos, poderia ser considerado uma maldição, para outros é uma dádiva.

5) PARASITA (2019, Coreia do Sul, 131 min, 16 anos, dir: Joon-ho Bong)

Todos os quatro membros da família Ki-taek estão desempregados, porém uma obra do acaso faz com que o filho adolescente comece a dar aulas privadas de inglês à rica família Park. Fascinados com o estilo de vida luxuoso, os quatro bolam um plano para se infiltrar nos afazeres da casa burguesa.
.
Ingresso: R$ 8 (inteira) e R$ 4 (meia). Apenas dinheiro.

Alteração na programação de 12 de fevereiro

IMG_20200211_170939_550

Olá!

Excepcionalmente nesta quarta-feira, 12 de fevereiro, não teremos as sessões de FERNANDO e AÇÚCAR. Portanto, comercialmente teremos apenas as exibições de AINDA TEMOS A IMENSIDÃO DA NOITE e PARASITA nos horários indicados no card. Agradecemos a compreensão.
.
1) AINDA TEMOS A IMENSIDÃO DA NOITE (2019, Brasil, 98 min, 16 anos, dir: Gustavo Galvão)

Cansada de lutar por um lugar ao sol com sua banda de rock, onde é trompetista e vocalista, Karen decide ir embora de Brasília. Meses depois, forçada a recomeçar em Brasília, Karen precisa entender o papel dela e o papel da arte na cidade que o avô ajudou a construir.

2) PARASITA (2019, Coreia do Sul, 131 min, 16 anos, dir: Joon-ho Bong)

Todos os quatro membros da família Ki-taek estão desempregados, porém uma obra do acaso faz com que o filho adolescente comece a dar aulas privadas de inglês à rica família Park. Fascinados com o estilo de vida luxuoso, os quatro bolam um plano para se infiltrar nos afazeres da casa burguesa.

O Cine Cultura é uma unidade da @secultgoias.
.
Ingresso: R$ 8 (inteira), R$ 4 (meia). Apenas dinheiro. Às segundas todo mundo paga meia. Pedimos gentilmente que facilitem o troco e evitem notas altas, ajudando assim o trabalho de bilheteria. Agradecemos a compreensão.

06/02 a 12/02/2019: FERNANDO, AINDA TEMOS A IMENSIDÃO DA NOITE, AÇÚCAR, BACURAU e PARASITA

PROGRAMAÇÃO: 06 a 12 de fevereiro

 

IMG-20200204-WA0002

 

Antes de qualquer coisa, aquele lembrete de sempre: abrimos normalmente ao sábados e domingos.

 

São duas estreias nesta quinta 06/02:

o documentário FERNANDO, que traça um retrato original da vida do artista Fernando Bohrer, ator e professor de teatro no Rio de Janeiro;

e AÇÚCAR, com grande atuação de Maeve Jinkings (O Som ao Redor, Aquarius), uma das grandes atrizes brasileiras da década. Dirigido por Renata Pinheiro e Sérgio Oliveira (Amor, Plástico e Barulho), o longa revisita a região da Zona da Mata para construir poeticamente a imagem de um Brasil que não se conhece – e nega suas próprias raízes.

 

SINOPSES:

1) FERNANDO (Brasil, 2019, 71 min, 12 anos, dir: Igor Angelkorte, Julia Ariani e Paula Vilela)

Fernando é um ator e professor de teatro que, aos 74 anos, é impelido a ser protagonista de si mesmo em uma experiência que borra as fronteiras entre o documental e o ficcional. Diante de um delicado problema no coração, ele segue uma vida repleta de amor pela arte, onde a educação surge como potente elemento transformador da realidade.

2) AINDA TEMOS A IMENSIDÃO DA NOITE (2019, Brasil, 98 min, 16 anos, dir: Gustavo Galvão)

Cansada de lutar por um lugar ao sol com sua banda de rock, onde é trompetista e vocalista, Karen decide ir embora de Brasília. Ela segue os passos do ex-parceiro de banda, Artur, que tenta a sorte em Berlim. O convite parte de Martin, amigo alemão com quem fecham um triângulo imprevisível. Meses depois, forçada a recomeçar em Brasília, Karen precisa entender o papel dela e o papel da arte na cidade que o avô ajudou a construir.

3) AÇÚCAR (2019, Brasil, 90 min, 14 anos, dir: Renata Pinheiro e Sérgio Oliveira)

Bethânia Wanderley (Maeve Jinkings) não gosta do cenário rural da Zona da Mata, mas precisa voltar ao lugar onde nasceu, um decadente engenho de cana-de-açúcar, para impedir que os antigos trabalhadores do canavial tomem conta das terras. Confrontada pelo líder da associação, Zé (José Maria Alvez), e Alessandra (Dandara de Morais), que passa a ser faxineira da casa para vigiar a sinhazinha, Bethânia terá que lidar com o seu passado e os seus preconceitos.

4) BACURAU (2019, Brasil, 131 min, 16 anos, dir: Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles)

Num futuro próximo, Bacurau, um povoado do sertão de Pernambuco, some misteriosamente do mapa.

5) PARASITA (2019, Coreia do Sul, 131 min, 16 anos, dir: Joon-ho Bong)

Todos os quatro membros da família Ki-taek estão desempregados, porém uma obra do acaso faz com que o filho adolescente comece a dar aulas privadas de inglês à rica família Park. Fascinados com o estilo de vida luxuoso, os quatro bolam um plano para se infiltrar nos afazeres da casa burguesa. É o início de uma série de acontecimentos incontroláveis dos quais ninguém sairá ileso.

 

Ingresso: R$ 8 (inteira), R$ 4 (meia). Apenas dinheiro. Às segundas todo mundo paga meia. Pedimos gentilmente que facilitem o troco e evitem notas altas, ajudando assim o trabalho de bilheteria. Agradecemos a compreensão.

O Cine Cultura é uma unidade da Secretaria de Cultura de Goiás.

30/01 a 05/02/2020: SYNONYMES, BACURAU, AINDA TEMOS A IMENSIDÃO DA NOITE, DEUS É MULHER E SEU NOME É PETÚNIA e PARASITA

PROGRAMAÇÃO: 30/01 a 05/02.

Lembrando que abrimos normalmente aos sábados e domingos.

 

IMG-20200130-WA0005

 

16h00 – De 30/01 a 02/02: SYNONYMES (16 anos)

16h00 – De 03/02 a 05/02: BACURAU (16 anos)

18h30 – De 30/01 a 02/02: AINDA TEMOS A IMENSIDÃO DA NOITE (16 anos) – *debate pós-sessão no dia 30/01 com o diretor Gustavo Galvão e os atores-músicos Ayla Gresta, Gustavo Halfeld, Vanessa Gusmão e Hélio Miranda. Além disso, será sorteado um cartaz autografado por Lee Ranaldo (Sonic Youth), produtor musical do filme.

18h30 – De 03/02 a 05/02: DEUS É MULHER E SEU NOME É PETÚNIA (14 anos)

20h30 – PARASITA (16 anos) – *exceto em 30/01, dia em que não será exibido

***

A estreia nesta quinta 30/01 é o rock n’ roll de Ainda Temos a Imensidão da Noite​. E a sessão do dia 30/01 será muito especial: além do sorteio de um cartaz autografado por Lee Ranaldo (Sonic Youth), teremos um debate com o diretor Gustavo Galvão e os atores-músicos Ayla Gresta, Gustavo Halfeld, Vanessa Gusmão e Hélio Miranda.

***

1) SYNONYMES (Israel/Fança, 2019, 123 min, 16 anos, dir: Nadav Lapid)

Yoav, um jovem israelense, viaja à Paris, auxiliado por seu fiel dicionário franco-israelense, esperando que a França e os franceses o salvem da loucura de seu país.

2) BACURAU (2019, Brasil, 131 min, 16 anos, dir: Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles)

Num futuro próximo, Bacurau, um povoado do sertão de Pernambuco, some misteriosamente do mapa.

3) AINDA TEMOS A IMENSIDÃO DA NOITE (2019, Brasil, 98 min, 16 anos, dir: Gustavo Galvão)

Cansada de lutar por um lugar ao sol com sua banda de rock, onde é trompetista e vocalista, Karen decide ir embora de Brasília. Ela segue os passos do ex-parceiro de banda, Artur, que tenta a sorte em Berlim. O convite parte de Martin, amigo alemão com quem fecham um triângulo imprevisível. Meses depois, forçada a recomeçar em Brasília, Karen precisa entender o papel dela e o papel da arte na cidade que o avô ajudou a construir.

4) DEUS É MULHER E SEU NOME É PETÚNIA (Macedônia, 2019, 100 min, 14 anos, dir: Teona Strugar Mitevska)

Em Stip, uma pequena cidade da Macedônia, sempre no mês de janeiro o padre local joga uma cruz de madeira no rio e centenas de homens mergulham atrás dela. Quem recuperar o objeto tem garantia de boa sorte e prosperidade. Desta vez, Petúnia mergulha na água por um capricho e consegue agarrar a cruz antes dos outros, deixando os concorrentes furiosos: ‘como ousa uma mulher participar do ritual’? Todo o inferno se abre, mas Petúnia mantém o seu chão. Ela ganhou a cruz e não vai desistir.

5) PARASITA (2019, Coreia do Sul, 131 min, 16 anos, dir: Joon-ho Bong)

Todos os quatro membros da família Ki-taek estão desempregados, porém uma obra do acaso faz com que o filho adolescente comece a dar aulas privadas de inglês à rica família Park. Fascinados com o estilo de vida luxuoso, os quatro bolam um plano para se infiltrar nos afazeres da casa burguesa. É o início de uma série de acontecimentos incontroláveis dos quais ninguém sairá ileso.

***

Ingresso: R$ 8 (inteira), R$ 4 (meia). Apenas dinheiro.
Às segundas todo mundo paga meia. Pedimos gentilmente que facilitem o troco e evitem notas altas, ajudando assim o trabalho de bilheteria. Agradecemos a compreensão.

O Cine Cultura é uma unidade da Secretaria de Cultura de Goiás​.

23/01 a 29/01: DEUS É MULHER E SEU NOME É PETÚNIA, PARASITA, BIXA TRAVESTY e SYNONYMES

PROGRAMAÇÃO: 23 a 29 de janeiro

 

IMG-20200121-WA0008

 

Lembrando que abrimos nornalmente aos sábados e domingos.

Seguem em cartaz DEUS É MULHER E SEU NOME É PETÚNIAe SYNONYMES, destaques do último Festival de Berlim; e PARASITA, sucesso absoluto de crítica e público.

Além disso, sessão extra e única de Bixa Travesty Filme na segunda-feira 27/01, às 18h45.

 

16h00 – DEUS É MULHER E SEU NOME É PETÚNIA (14 anos)

18h00 – PARASITA (16 anos) – *exceto em 27/01, dia em que não será exibido.

18h45: BIXA TRAVESTY (18 anos) – *apenas em 27/01, sessão extra.

20h30: SYNONYMES (16 anos)

 

1) DEUS É MULHER E SEU NOME É PETÚNIA (Macedônia, 2019, 100 min, 14 anos, dir: Teona Strugar Mitevska)

Em Stip, uma pequena cidade da Macedônia, sempre no mês de janeiro o padre local joga uma cruz de madeira no rio e centenas de homens mergulham atrás dela. Quem recuperar o objeto tem garantia de boa sorte e prosperidade. Desta vez, Petúnia mergulha na água por um capricho e consegue agarrar a cruz antes dos outros, deixando os concorrentes furiosos: ‘como ousa uma mulher participar do ritual’? Todo o inferno se abre, mas Petúnia mantém o seu chão. Ela ganhou a cruz e não vai desistir.

2) PARASITA (2019, Coreia do Sul, 131 min, 16 anos, dir: Joon-ho Bong)

Todos os quatro membros da família Ki-taek estão desempregados, porém uma obra do acaso faz com que o filho adolescente comece a dar aulas privadas de inglês à rica família Park. Fascinados com o estilo de vida luxuoso, os quatro bolam um plano para se infiltrar nos afazeres da casa burguesa. É o início de uma série de acontecimentos incontroláveis dos quais ninguém sairá ileso.

3) BIXA TRAVESTY (Brasil, 2019, 75 min, 18 anos, dir: Claudia Priscilla e Kiko Goifman)

O corpo político de Linn da Quebrada, cantora transexual negra, é a força motriz do documentário, que captura a sua esfera pública e privada, ambas marcadas não só por sua presença de palco inusitada, mas também por sua incessante luta pela desconstrução de estereótipos de gênero, classe e raça.

4) SYNONYMES (Israel/Fança, 2019, 123 min, 16 anos, dir: Nadav Lapid)

Yoav, um jovem israelense, viaja à Paris, auxiliado por seu fiel dicionário franco-israelense, esperando que a França e os franceses o salvem da loucura de seu país.

***

Ingresso: R$ 8 (inteira), R$ 4 (meia). Apenas dinheiro. Às segundas todo mundo paga meia. Pedimos gentilmente que facilitem o troco e evitem notas altas, ajudando assim o trabalho de bilheteria. Agradecemos a compreensão.

O Cine Cultura é uma unidade da Secretaria de Cultura de Goiás.