Cine Cultura estreia duas produções nacionais nesta quinta-feira

O Cine Cultura, da Secretaria de Estado de Educação, Cultura e Esporte (Seduce), estreia nesta quinta-feira, 21 de maio, o longa nacional Senhor do Labirinto, do cineasta pernambucano Geraldo Motta e codireção de Gisella de Mello, com sessões às 19 horas nos dias de semana e às 17 horas (sábado e domingo).

Também entra em cartaz na sala o documentário brasileiro Um Sonho Intenso, dirigido por José Mariani, com exibição às 21 horas nos dias de semana e às 19 horas (sábado e domingo). O ingresso custa R$ 8 (inteira) e R$4 (meia). Pessoas acima de 60 anos têm acesso livre.

Atenção: Nesta sexta-feira, 22, o Cine Cultura recebe a mesa redonda “Discos de vinil: a força do analógico no século XXI” com a presença de Alexandre Perini e Márcio Jr no debate. A atividade é parte da programação da 13ª Semana de Museus. Neste dia, não serão exibidos os filmes o Senhor do Labirinto e Um Sonho Intenso.

Senhor do Labirinto

O drama Senhor do Labirinto revela a arte e a loucura do sergipano Arthur Bispo do Rosário (Flávio Bauraqui), artista plástico esquizofrênico que passou boa parte de sua vida internado na colônia Juliano Moreira, no Rio de Janeiro. Dentro de seu mundo místico e imaginário, onde acreditava ser Jesus, Bispo era restritivo quanto aos que poderiam se aproximar de seu “universo”.
Com a simpatia de funcionários da instituição, especialmente de Wanderley (Irandhir Santos), o artista tinha acesso a agulhas, tesouras, ferramentas e tudo o que precisasse para fazer seus mantos, bordados e assemblages. Suas criações são consideradas obras de arte e já representaram o Brasil em evento internacional realizado em Veneza, na Itália.
O ‘Senhor do Labirinto’ entra em cartaz no Cine Cultura com sessões às 19h nos dias de semana, e às 17h no sábado e domingo. O filme não é recomendado para menores de 12 anos.

Um Sonho Intenso

A história social e econômica do Brasil dos anos 30 aos dias de hoje é tema do filme Um Sonho Intenso. Na trama, economistas e historiadores, políticos, técnicos e educadores discutem os avanços socioeconômicos do país e analisam os principais erros e acertos do processo de industrialização nacional, indo a fundo às origens do subdesenvolvimento.

O documentário ‘Um Sonho Intenso’ entra em cartaz no Cine Cultura com sessões às 21 horas nos dias de semana, e às 19 horas no sábado e domingo. O filme não é recomendado para menores de 10 anos.

Serviço:

Programação do Cine Cultura | 21 a 27 de maio de 2015

Ingressos: R$ 8 Inteira / R$ 4 Meia / Acima de 60 anos não pagam

Local: Cine Cultura – Centro Cultural Marieta Telles, Praça Cívica, nº 2.

Informações: 3201 – 4670


Senhor do Labirinto [Estreia]

Sessões:  19h (dias de semana) / 17h (sábado e domingo)

Direção: Geraldo Motta

Drama | 82min | Brasil | Classificação:  12 anos

Sinopse:  O longa revela a arte de Arthur Bispo do Rosário (Flávio Bauraqui), sergipano esquizofrênico que passou boa parte de sua vida internado na colônia Juliano Moreira, no Rio de Janeiro. Suas criações, como mantos e bordados, são consideradas obras de arte e já representaram o Brasil em evento internacional realizado em Veneza, na Itália. Dentro de seu mundo místico e imaginário, onde acreditava ser Jesus, Bispo era restritivo quanto aos que poderiam adentrar em sua “terras”, como aconteceu com o guarda Wanderley (Irandhir Santos), um de seus convidados de sempre.

Um Sonho Intenso [Estreia]

Sessões:  21h (segunda a sexta); 19h (sábado e domingo)

Direção: José Mariani

Documentário | 102min | Brasil | Classificação:  10 anos

Sinopse:  Renomados economistas e historiadores discutem os avanços socioeconômicos do país e analisam os principais erros e acertos do processo de industrialização nacional, indo a fundo nas origens do subdesenvolvimento.

Cine Cultura – Sala Eduardo Benfica
Centro Cultural Marieta Telles Machado, Praça Cívica, nº 2, Goiânia – GO.Tel.: (62) 3201 – 4670

A Vida Privada dos Hipopótamos e Noites Brancas no Píer continuam em cartaz no Cine Cultura

O documentário brasileiro A Vida Privada dos Hipopótamos, dos diretores Maíra Bühler e Matias Mariani, e a produção francesa Noites Brancas no Píer, de Paul Vecchiali, continuam em cartaz nesta semana, de 14 a 20 de maio, no Cine Cultura, unidade da Secretaria de Educação, Cultura e Esporte (Seduce Goiás).

Os longas serão exibidos às 19 e 21 horas, respectivamente, de segunda a sexta-feira, e às 18h30 e 20h30 aos sábados e domingos. O ingresso custa R$ 8 (inteira) e R$ 4 (meia). Pessoas acima de 60 anos têm acesso livre.

A Vida Privada dos Hipopótamos

O filme A Vida Privada dos Hipopótamos tem como personagem central um técnico de informática americano entediado, que se muda para a Colômbia para conhecer os hipopótamos que Pablo Escobar deixou de legado. Lá ele conhece uma bela mulher, filha de um japonês e de uma colombiana, por quem se apaixona profundamente. Os dois começam um relacionamento diferente de tudo que já viveram, mas ele lida com uma pessoa repleta de contradições.
‘A Vida Privada dos Hipopótamos’ continua em cartaz no Cine Cultura passando a ser exibido às 19h nos dias de semana, e às 18h30 no sábado e domingo. O filme não é recomendado para menores de 12 anos.

Noites Brancas no Píer

Baseado na obra de Fiódor Dostoiévski, o filme Noites Brancas no Píer, de Pauli Vecchialli, revive a trajetória de Fédor (Pascal Cervo), que tem aproveitado seu ano sabático em uma cidade portuária. Todas as noites ele passa pelo píer e é lá que ele conhece Natacha (Astrid Adverbe), que aguarda ansiosamente o retorno do amor de sua vida. Mas, nesses encontros, os dois acabam se apaixonando e é justamente nesse período que o homem por quem a mulher espera, reaparece.

‘Noites Brancas no Píer’ continua em cartaz no Cine Cultura com sessões às 21h nos dias de semana, e às 20h30 no sábado e domingo. O filme não é recomendado para menores de 10 anos.

Serviço:

Programação do Cine Cultura | 14 a 20 de maio de 2015

Ingressos: R$ 8 Inteira / R$ 4 Meia / Acima de 60 anos não pagam

Local: Cine Cultura – Centro Cultural Marieta Telles, Praça Cívica, nº 2.

Informações: 3201 – 4670


A Vida Privada dos Hipopótamos

Sessões:  19h (segunda a sexta); 18h30 (sábado e domingo)

Direção: Maíra Bühler e Matias Mariani

Documentário | 91 min | Brasil | Classificação: 12 anos

Sinopse:  Um técnico de informática americano e entediado se muda para a Colômbia para conhecer os hipopótamos que Pablo Escobar deixou de legado. Lá ele conhece uma bela mulher, filha de um japonês, e uma colombiana, por quem se apaixona profundamente. Os dois começam um relacionamento diferente de tudo que já viveram, mas ele lida com uma pessoa repleta de contradições. O que seria facilmente a trama de um filme de ficção é a história de Christopher Kirk, preso em 2009 no Brasil por tráfico internacional de drogas. Uma história que ele conta obsessivamente e que pode ter a ver, ou não, com sua prisão.

Sessões:  21h (segunda a sexta); 20h30 (sábado e domingo)

Direção: Paul Vecchiali

Drama | 94 min | França | Classificação: 10 anos

Sinopse:  No píer de uma cidade portuária, uma jovem mulher espera o homem de sua vida. Todos os dias, um homem, que está passando por um período sabático, caminha pela região. Ao longo de quatro noites, eles conversam, até que ele se apaixona por ela.

 

Cine Cultura – Sala Eduardo Benfica
Centro Cultural Marieta Telles Machado, Praça Cívica, nº 2, Goiânia – GO.Tel.: (62) 3201 – 4670

Cine Cultura estreia três longas metragens nesta semana

O Cine Cultura, unidade da Secretaria de Educação, Cultura e Esporte (Seduce) estreia nesta quinta-feira, 7 de maio, o documentário brasileiro A Vida Privada dos Hipopótamos, dos diretores Maíra Bühler e Matias Mariani, e as produções francesas Um Jovem Poeta, de Damien Manivel, e Noites Brancas no Píer, de Paul Vecchiali.

Os longas serão exibidos às 17, 19 e 21 horas, respectivamente, de segunda a sexta-feira, e às 16h30, 18h30 e 20h30 aos sábados e domingos. O ingresso custa R$8 (inteira) e R$4 (meia). Pessoas acima de 60 anos têm acesso livre.

A Vida Privada dos Hipopótamos

O filme A Vida Privada dos Hipopótamos tem como personagem central um técnico de informática americano entediado, que se muda para a Colômbia para conhecer os hipopótamos que Pablo Escobar deixou de legado. Lá ele conhece uma bela mulher, filha de um japonês e de uma colombiana, por quem se apaixona profundamente. Os dois começam um relacionamento diferente de tudo que já viveram, mas ele lida com uma pessoa repleta de contradições.
‘A Vida Privada dos Hipopótamos’ entra em cartaz no Cine Cultura com sessões às 17h nos dias de semana, e às 16h30 no sábado e domingo. O filme não é recomendado para menores de 12 anos.

Um Jovem Poeta

A trama de Um Jovem Poeta fala de Rémi, um jovem recém saído da adolescência, que sonha em se tornar um grande poeta e emocionar e mudar o mundo com seus versos. Ele decide buscar inspiração na cidade de Sète, mas com tantos lugares para conhecer, ele não sabe por onde começar.

‘Um Jovem Poeta’ entra em cartaz no Cine Cultura com sessões às 19h nos dias de semana, e às 18h30 no sábado e domingo. O filme não é recomendado para menores de 12 anos.

Noites Brancas no Píer

Baseado na obra de Fiódor Dostoiévski, o filme Noites Brancas no Píer, de Pauli Vecchialli, revive a trajetória de Fédor (Pascal Cervo), que tem aproveitado seu ano sabático em uma cidade portuária. Todas as noites ele passa pelo píer e é lá que ele conhece Natacha (Astrid Adverbe), que aguarda ansiosamente o retorno do amor de sua vida. Mas, nesses encontros, os dois acabam se apaixonando e é justamente nesse período que o homem por quem a mulher espera, reaparece.

‘Noites Brancas no Píer’ entra em cartaz no Cine Cultura com sessões às 21h nos dias de semana, e às 20h30 no sábado e domingo. O filme não é recomendado para menores de 10 anos.

Serviço:

Programação do Cine Cultura | 07 a 13 de maio de 2015

Ingressos: R$ 8 Inteira / R$ 4 Meia / Acima de 60 anos não pagam

Local: Cine Cultura – Centro Cultural Marieta Telles, Praça Cívica, nº 2.

Informações: 3201 – 4670


A Vida Privada dos Hipopótamos [Estreia]

Sessões:  17h (segunda a sexta); 16h30 (sábado e domingo)

Direção: Maíra Bühler e Matias Mariani

Documentário | 91 min | Brasil | Classificação: 12 anos

Sinopse:  Um técnico de informática americano e entediado se muda para a Colômbia para conhecer os hipopótamos que Pablo Escobar deixou de legado. Lá ele conhece uma bela mulher, filha de um japonês, e uma colombiana, por quem se apaixona profundamente. Os dois começam um relacionamento diferente de tudo que já viveram, mas ele lida com uma pessoa repleta de contradições. O que seria facilmente a trama de um filme de ficção é a história de Christopher Kirk, preso em 2009 no Brasil por tráfico internacional de drogas. Uma história que ele conta obsessivamente e que pode ter a ver, ou não, com sua prisão.

Um Jovem Poeta [Estreia]

Sessões:  19h (segunda a sexta); 18h30 (sábado e domingo)

Direção: Damien Manivel

Comédia/Aventura | 71 min | França | Classificação: 12 anos

Sinopse:  Recém saído da adolescência, Rémi (Rémi Taffanel) sonha em se tornar um grande poeta e emocionar e mudar o mundo com seus versos. Ele decide buscar inspiração na cidade de Sète, e já tem tudo preparado – papel e caneta na mão. Mas com tantas lugares para conhecer, ele não sabe por onde começar.

Noites Brancas no Píer [Estreia]

Sessões:  21h (segunda a sexta); 20h30 (sábado e domingo)

Direção: Paul Vecchiali

Drama | 94 min | França | Classificação: 10 anos

Sinopse:  No píer de uma cidade portuária, uma jovem mulher espera o homem de sua vida. Todos os dias, um homem, que está passando por um período sabático, caminha pela região. Ao longo de quatro noites, eles conversam, até que ele se apaixona por ela.

 

Cine Cultura – Sala Eduardo Benfica
Centro Cultural Marieta Telles Machado, Praça Cívica, nº 2, Goiânia – GO.Tel.: (62) 3201 – 4670

Cine Cultura retorna a exibição dos longas “Branco Sai, Preto Fica” e “A História da Eternidade”

O Cine Cultura, unidade da Secretaria de Educação, Cultura e Esporte (Seduce Goiás), exibe por mais uma semana os aclamados longas-metragens nacionais Branco Sai, Preto Fica, do diretor Adirley Queirós, nas sessões das 19 horas (dias de semana) e 18h30 (sábado, domingo e feriado); e A História da Eternidade, de Camilo Cavalcante, no horário das 21 horas (dias de semana), e 20h30 (sábado, domingo e feriado. O ingresso custa R$ 8 (inteira) e R$ 4 (meia). Pessoas acima de 60 anos tem acesso livre.

Branco Sai, Preto Fica conta a história de vítimas do descaso social, tendo como pano de fundo um caso de agressão policial ocorrido na cidade de Ceilândia, no Distrito Federal. A história mistura documentário, ficção científica e vai além, expondo um futuro onde as desigualdades mostram-se cada vez mais cruéis. O longa foi vencedor de 11 prêmios no 47º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro e teve forte participação em diversos festivais do país, incluindo o I Fronteira – Festival Internacional do Filme e Documentário Experimental, no qual teve sua exibição no Cine Cultura em 2014 e levou o Prêmio Especial do Júri.

Já o drama A História da Eternidade envolve Alfonsina (Débora Ingrid), jovem de 15 anos que sonha conhecer o mar, Querência (Marcélia Cartaxo), de 40, e Das Dores (Zezita Matos) que já no fim da vida, recebe o neto após um passado turbulento. No sertão compartilham sobrenome e muitos sentimentos. Amam e desejam ardentemente.

Programação do Cine Cultura | 30 de abril a 06 de maio

Filmes:Programacao-30-abril-06-maio-CineCultura

Branco Sai, Preto Fica

Direção: Adirley Queirós

Sessões: 19h (segunda a quinta); 18h30 (sábado e domingo e feriado)

Gênero: Ficção | 93 min | Brasil | Classificação: 12 anos

 

A História da Eternidade

Direção: Camilo Cavalcante

Sessões: 21h (segunda a quinta); 20h30 (sábado e domingo e feriado)

Gênero: Drama | 120 min | Brasil | Classificação: 16 anos

 

Local: Cine Cultura – Centro Cultural Marieta Telles, Praça Cívica, nº 2.

Ingressos: R$ 8 (inteira)  R$ 4 (meia) / (Entrada gratuita acima de 60 anos)

Informações: 3201 – 4670
Blog do Cine Culturawww.cineculturagoias.wordpress.com

Cine Cultura exibe sessões especiais de ‘Branco Sai, Preto Fica’ e ‘A História da Eternidade’

Para quem ainda não viu, ainda dá tempo de assistir no Cine Cultura, os filmes Branco Sai, Preto FicaA História da Eternidade em duas sessões únicas, cada filme. Ambos os filmes serão exibidos somente nos dias 28 e 29 de de abril (nesta terça e quarta-feira), às 19 horas e 21 horas respectivamente. Na quinta-feira (30) estreiam outros filmes, que serão divulgados em breve.

SESSÕES-ESPECIAIS-28-29-ABRIL

Serviço:

Sessões especiais no Cine Cultura | 28 e 29 de abril de 2015

Ingressos: R$ 8 Inteira / R$ 4 Meia / Acima de 60 anos não pagam

Local: Cine Cultura – Centro Cultural Marieta Telles, Praça Cívica, nº 2.

Informações: 3201 – 4670


Branco Sai, Preto Fica

Sessões:  19h (terça-feira); 19h (quarta-feira) – O filme será exibido apenas nesta terça e quarta-feira

Direção: Adirley Queirós

Ficção | 93 min | Brasil | Não recomendado para menores de 12 anos

Sinopse:  Tiros em um baile de black music na periferia de Brasília ferem dois homens, que ficam marcados para sempre. Um terceiro vem do futuro para investigar o acontecido e provar que a culpa é da sociedade repressiva.

 

A História da Eternidade

Sessões:  21h (terça-feira); 21h (quarta-feira) – O filme será exibido apenas nesta terça e quarta-feira

Direção: Camilo Cavalcante

Drama | 120 min | Brasil | Não recomendado para menores de 16 anos

Sinopse:  Alfonsina (Débora Ingrid) tem 15 anos e sonha conhecer o mar. Querência (Marcélia Cartaxo) está na faixa dos 40. Das Dores (Zezita Matos) já no fim da vida, recebe o neto após um passado turbulento. No sertão compartilham sobrenome e muitos sentimentos. Amam e desejam ardentemente.

Cine Cultura – Sala Eduardo Benfica
Centro Cultural Marieta Telles Machado, Praça Cívica, nº 2, Goiânia – GO.Tel.: (62) 3201 – 4670

Dança, Teatro e Performance invadem a tela do Cine Cultura

de 23 a 26 de abril de 2015

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO COMPLETA:

https://cineculturagoias.wordpress.com/programacao

Manga de Vento promove a primeira etapa da Pequena Mostra de Filmes de Dança, de 23 a 27 de abril, na semana que antecede a comemoração do dia internacional da Dança. São cinco dias de uma programação intensa, preparada com bastante destreza e dedicação, sob curadoria da produtora, cineasta e pesquisadora Marcela Borela e coordenação artística de Kleber Damaso. Composta por filmes experimentais, documentários, ficções e formatos híbridos como vídeoarte e o próprio vídeodança, a programação atravessa limiares de gêneros e estilos para apresentar um panorama diverso e instigante. Tendo como escopo curatorial levantar produções que se debruçaram sobre o “movimento” como objeto de estudo e experimentação na intersecção das linguagens do cinema e da dança. Intersecções que são expandidas para o campo maior das artes nas suas profícuas interfaces com o teatro e com a performance.

O público poderá conferir desde o trabalho de grandes instituições de Balé como o Ópera de Paris, companhias renovadoras do cenário contemporâneo e inéditas em nosso estado, a exemplo de Mathilde Monnier (diretora do Centro Coreográfico de Montpellier), como o suprassumo da produção nacional – representado pelo premiado “Pinta” (Indie Lisboa, Rio Festival Gay de Cinema); pelo misto de documentário e ficção sobre a primeira Companhia afro-brasileira de dança contemporânea “Rubens Barbot Teatro de Dança”; e pelo contagiante filme “A Batalha do Passinho”, que documenta a explosiva fusão de hip hop e funk reinventando as relações de poder nas favelas cariocas. A programação da mostra chega entremeada por debates, sessões comentadas por realizadores, e uma oficina que marca a passagem de Alexandre Veras e Andréa Bardawil pela cidade. Alexandre e Andréa, que são os principais nomes por trás da “Alpendre Casa de Arte”, talvez a mais destacável e produtiva realizadora de videodança em território nacional, chegam direto de Fortaleza / CE, para coordenarem uma oficina chamada Intervalo Vídeo-Dança, entre os dias 23 e 26 de abril, na Casa Corpo, e compor as atividades da Mostra.

Nas palavras de Marcela Borela “Manga de Vento é uma mostra de dança de grande extensão, tanto das localidades dos artistas convidados, quanto dos territórios percorridos pelos espetáculos. Nossa pequena mostra de filmes de dança traz expressões diversas sobre a relação entre cinema e dança. Desde documentários de observação, curtas experimentais, videodanca, ficções, que mostram que as formas como o cinema pode nos fazer sentir o movimento dos corpos levam nossa percepção para além daquilo que conhecemos. Os debates, conversas, foram pensadas para aproximar as pessoas dos filmes de maneira a aquecer esses processos de transformação”.

Entre os pesquisadores e produtores convidados para os debates estão Ana Reis, Anna Behatriz Azevêdo, Benedito Ferreira, Luciana Caetano, Luciana Ribeiro, Lu Celestino, Paulo Petronilio, Rafael Guarato e Rafael Parrode. Essa substanciosa programação decorre também do esforço por parte da curadoria e produção da Mostra Manga de Vento em firmar convênios com a Cinemateca Francesa, o Instituto Goethe e a Cinemateca de Munique. Convênios que asseguraram fôlego para uma segunda etapa da Mostra de Filmes prevista para 14, 15 e 16 de agosto,  quando serão exibidos documentários sobre a coreógrafa Pina Bausch, que inaugura a dança teatro alemã, e documentários de Werner Schroeter sobre o Teatro do Soleil e o Festival de Teatro de Nancy. A Pequena Mostra de Filmes de Dança antecipa a comemoração do Dia Internacional da Dança, celebrado mundialmente no dia 29 de abril (aniversário de Nouverre), quando o Projeto Manga de Vento receberá a bailarina, coreógrafa e mestra mineira Dudude Herrmann. Dudude apresenta o espetáculo “A Projetista” sob direção da dramaturga Cristiane Paoli Quito, no dia 29, as 20h, no Teatro Sesc Centro. “A Projetista” segue dia 30 para o Teatro de Pirenópolis e dia 02 de maio para o São Joaquim, na Cidade de Goiás.

O Projeto Manga de Vento é uma realização da Escola de Música e Artes Cênicas da Universidade Federal de Goiás, conta com a Parceria do Sesc e o apoio institucional do Fundo Estadual de Cultura e da Lei Goyazes.

FICHA TÉCNICA

Curadoria: Marcela Borela

Produção: Guilherme Wohlgemuth e Lúdica Produções Culturais

Assistência de Produção: Ailson Júnior

Monitoria: Ana Carolina Wenceslau e Lara Moura

Teaser: Henrique Borela

Designer: Juliano Moraes

Coordenação Artística: Kleber Damaso

 

Cine Cultura – Sala Eduardo Benfica
Centro Cultural Marieta Telles Machado, Praça Cívica, nº 2, Goiânia – GO.Tel.: (62) 3201 – 4670
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 10.132 outros seguidores