Programação de 20/04 a 26/04: EU NÃO SOU SEU NEGRO, PERSONAL SHOPPER e MARTÍRIO

PROGRAMAÇÃO ATUALIZADA: semana de 20/04 a 26/04.

OBS: a sala funcionará normalmente no feriado de 21 de abril! E também sábado dia 22. E também domingo dia 23. Todos os dias.

 

20170417_CC_personalshopper_

 

Entra em cartaz PERSONAL SHOPPER, último filme de Olivier Assayas e com Kristen Stewart no papel principal, uma personagem que transita entre o mundo material da moda e o mundo imaterial de… bom, um mundo imaterial com algo de fascinante e assustador.

E permanece em cartaz Martírio – Filme, filme de urgência e olho-no-olho em relação ao passado, ao presente e ao futuro de um Brasil negligente. Propondo uma revisão histórica do país e do trato do trato em relação à questão indígena, o diretor Vincent Carelli investiga as origens da trágica situação dos Guarani-Kaiowá. Num percurso que se revela obrigatório, o filme ainda desfere duras críticas à política do país, sobretudo aos representantes da Bancada Ruralista (incluindo a participação de rostos e nomes conhecidos daqui do Goiás).

Também continua em cartaz por mais uma (e última) semana o documentário indicado ao Oscar EU NÃO SOU SEU NEGRO, abrindo as sessões diárias com o envolvente e contestador texto do escritor James Baldwin, que lança um indesviável olhar sobre a história racial nos Estados Unidos.

***

1) EU NÃO SOU SEU NEGRO, de Raoul Peck (EUA, 2016, 95 min)

Sinopse: O escritor James Baldwin escreveu uma carta para o seu agente sobre o seu mais recente projeto: terminar o livro Remember This House, que relata a vida e morte de alguns dos amigos do escritor, como Medgar Evers, Malcolm X e Martin Luther King Junior. Com sua morte, em 1987, o manuscrito inacabado foi confiado ao diretor Raoul Peck.

2) PERSONAL SHOPPER, de Olivier Assayas (França/Alemanha, 2016, 105 min, suspense)

Sinopse: Uma história sobrenatural no underground do mundo fashion de Paris. Uma personal shopper que compra roupas e enxerga coisas.

3) MARTÍRIO, de Vincent Carelli, Ernesto de Carvalho e Tita (Brasil, 2017, 160 min)

Sinopse: Uma análise da violência sofrida pelo grupo Guarani Kaiowá, uma das maiores populações indígenas do Brasil nos dias de hoje e que habita as terras do centro-oeste brasileiro, entrando constantemente em conflito com as forças de repressão e opressão organizadas pelos latifundiários, pecuaristas e fazendeiros locais, que desejam exterminar os índios e tomar as terras para si.

***

Ingresso valor amigo – somente em dinheiro, favor tentar levar trocado e ajudar a vida a ser mais suave:

– 8 reais inteira, 4 reais meia.
– Às segundas, meia-entrada para todo mundo: 4 reais!

Programação de 13/04 a 19/04: ERA O HOTEL CAMBRIDGE, HIROSHIMA MEU AMOR, EU NÃO SOU SEU NEGRO e MARTÍRIO

PROGRAMAÇÃO ATUALIZADA: semana de 13/04 a 19/04.

 

20170411_CC_eunaosouseunegro_2

São quatro filmes em cartaz esta semana!

É chegada a grande estreia de Martírio – Filme, filme de urgência e olho-no-olho em relação ao passado, ao presente e ao futuro de um Brasil negligente. Propondo uma revisão histórica do país e do trato do trato em relação à questão indígena, o diretor Vincent Carelli investiga as origens da trágica situação dos Guarani-Kaiowá. Num percurso que se revela obrigatório, o filme ainda desfere duras críticas à política do país, sobretudo aos representantes da Bancada Ruralista (incluindo a participação de rostos e nomes conhecidos daqui do Goiás).

E três filmes permanecem em cartaz por mais esta semana: o documentário indicado ao Oscar EU NÃO SOU SEU NEGRO abre as sessões diárias com o envolvente e contestador texto do escritor James Baldwin, que lança um indesviável olhar sobre a história racial nos Estados Unidos. E uma dica: as sessões dos dias 08 e 09, sábado e domingo, serão um pouco diferentes, com a exibição de um curta-metragem surpresa antes do filme.

Também continua em exibição Era O Hotel Cambridge, de Eliane Caffé, que observa a relação criada entre refugiados recém-chegados ao Brasil e os sem-teto que já residiam no velho edifício de São Paulo. Filme com música, carinho, teatro e onde frutos tropicais podem ser mais fortes que escudos.

E o clássico HIROSHIMA MEU AMOR (1959), de Alain Resnais, em sua segunda e última semana. Um romance dolorido, na beira do impossível, em meio a um dos maiores lamentos. Obra obrigatória de Resnais, do cinema e da cinefilia.

***

1) ERA O HOTEL CAMBRIDGE, de Eliane Caffé (Brasil, 2016, 99 min)

Sinopse: Refugiados recém-chegados ao Brasil dividem com um grupo de sem-tetos um velho edifício abandonado no centro de São Paulo. Cada um com uma história, todos eles com afetos e o inabalável desejo de ficar e resistir.

2) HIROSHIMA MEU AMOR, de Alain Resnais (França, 1959, 92 min)

Sinopse: Um encontro ocasional em Hiroshima faz surgir um romance entre um arquiteto japonês (“ele”) e uma atriz francesa (“ela”) que está na cidade participando de um filme sobre a paz. A relação amorosa constitui a base para Resnais explorar a natureza da memória, da experiência e da representação. Além de amantes, eles também se tornam confidentes, o que traz a memória de uma história, nunca contada antes, do primeiro amor dela.

3) EU NÃO SOU SEU NEGRO, de Raoul Peck (EUA, 2016, 95 min)

Sinopse: O escritor James Baldwin escreveu uma carta para o seu agente sobre o seu mais recente projeto: terminar o livro Remember This House, que relata a vida e morte de alguns dos amigos do escritor, como Medgar Evers, Malcolm X e Martin Luther King Junior. Com sua morte, em 1987, o manuscrito inacabado foi confiado ao diretor Raoul Peck.

4) MARTÍRIO, de Vincent Carelli, Ernesto de Carvalho e Tita (Brasil, 2017, 160 min)

Sinopse: Uma análise da violência sofrida pelo grupo Guarani Kaiowá, uma das maiores populações indígenas do Brasil nos dias de hoje e que habita as terras do centro-oeste brasileiro, entrando constantemente em conflito com as forças de repressão e opressão organizadas pelos latifundiários, pecuaristas e fazendeiros locais, que desejam exterminar os índios e tomar as terras para si.

***

Ingresso valor amigo – somente em dinheiro, favor tentar levar trocado e ajudar a vida a ser mais suave:

– 8 reais inteira, 4 reais meia.
– Às segundas, meia-entrada para todo mundo: 4 reais!

Programação de 06/04 a 12/04: EU NÃO SOU SEU NEGRO, HIROSHIMA MON AMOUR, ERA O HOTEM CAMBRIDGE e O ORNITÓLOGO

PROGRAMAÇÃO ATUALIZADA: semana de 06/04 a 12/04.

20170404_CC_eunaosouseunegro_

Como parte das estreias, o documentário indicado ao Oscar EU NÃO SOU SEU NEGRO abre as sessões diárias com o envolvente e contestador texto do escritor James Baldwin, que lança um indesviável olhar sobre a história racial nos Estados Unidos.

Das outras novidades, entra em cartaz Era O Hotel Cambridge, de Eliane Caffé, que observa a relação criada entre refugiados recém-chegados ao Brasil e os sem-teto que já residiam no velho edifício de São Paulo. Filme com música, carinho, teatro e onde frutos tropicais podem ser mais fortes que escudos.

E o clássico HIROSHIMA MON AMOUR (1959), de Alain Resnais, também chega à nossa sala. Um romance dolorido, na beira do impossível, em meio a um dos maiores lamentos. Obra obrigatória de Resnais, do cinema e da cinefilia.

O Ornitólogo / The Ornithologist / L’Ornithologue, grande filme do cineasta português João Pedro Rodrigues, premiado como Melhor Diretor no Festival de Locarno de 2016, permanece em cartaz até 12/04. Numa bela mistura de religião, misticismo, mitologia e sedução, o filme acompanha a pequena jornada de um ornitólogo em meio à natureza repleta de perigos e seres enigmáticos.

***

– HIROSHIMA MON AMOUR, de Alain Resnais (França, 1959, 92 min)

Sinopse: Um encontro ocasional em Hiroshima faz surgir um romance entre um arquiteto japonês (“ele”) e uma atriz francesa (“ela”) que está na cidade participando de um filme sobre a paz. A relação amorosa constitui a base para Resnais explorar a natureza da memória, da experiência e da representação. Além de amantes, eles também se tornam confidentes, o que traz a memória de uma história, nunca contada antes, do primeiro amor dela.

– ERA O HOTEL CAMBRIDGE, de Eliane Caffé (Brasil, 2016, 99 min)

Sinopse: Refugiados recém-chegados ao Brasil dividem com um grupo de sem-tetos um velho edifício abandonado no centro de São Paulo. Cada um com uma história, todos eles com afetos e o inabalável desejo de ficar e resistir.

***

– O ORNITÓLOGO, de João Pedro Rodrigues (Portugal/Brasil, 2017, 117 min)

Sinopse: Fernando é um solitário homem de 40 anos que trabalha como um ornitólogo. Ele decide viajar pelo curso de um rio a bordo de um caiaque, mas quando uma correnteza forte derruba sua pequena embarcação, ele inicia uma jornada sem volta e repleta de perigos.

***

Ingresso valor amigo – somente em dinheiro, favor tentar levar trocado e ajudar o fluxo:

– 8 reais inteira, 4 reais meia.
– Às segundas, meia-entrada para todo mundo: 4 reais!

30/03 a 05/04: reprises gratuitas, TODAS AS CORES DA NOITE e O ORNITÓLOGO

PROGRAMAÇÃO ATUALIZADA: sessões de 30/03 a 05/04!

 

20170328_CC_ornitologo_2

Obs: desta vez excepcionalmente o horário não muda para 1h mais cedo no final de semana. Mesmo horário para os filmes em todos os dias.

A estreia desta semana é O Ornitólogo / The Ornithologist / L’Ornithologue, do cineasta português João Pedro Rodrigues, premiado como Melhor Diretor no Festival de Locarno de 2016. Numa bela mistura de religião, misticismo, mitologia e sedução, o filme acompanha a pequena jornada de um ornitólogo em meio à natureza repleta de perigos e seres enigmáticos.

Por sua vez, permanece em cartaz Todas as cores da noite / All the colors of the night, primeiro longa de Pedro Severien. Aqui os perigos e enigmas não estão na natureza indomável, mas no interior de um apartamento à beira-mar.

E iniciando a programação diária, teremos reprises gratuitas de algumas das principais sessões do III Fronteira Festival. Atenção especial para a sessão de NOITES PARAGUAIAS no domingo, 02/04, em que haverá distribuição da caixa de DVDs de Aloysio Raulino.

Abaixo, as sinopses dos filmes em cartaz esta semana. Nos comentários, os trailers.

#EuVouAoCineCultura #EuFrequentooCineCultura #CineCultura

***

1) REPRISES GRATUITAS DO FRONTEIRA FESTIVAL:

– Neste post você se orienta dia a dia: https://www.facebook.com/cineculturagoiania/photos/a.350524661694219.81056.348831188530233/1336725789740763/?type=3&theater

– Para sinopses e mais informações sobre cada filme da reprise, acesse o site do Fronteira Festival, começando pela mostra competitiva de longas: http://fronteirafestival.com/…/competitiva-internacional-de…

***

2) TODAS AS CORES DA NOITE (2017, Brasil, 70 min)

Direção: Pedro Severien
Com: Sabrina Greve, Sandra Possani, Romulo Braga

Sinopse: Iris vive sozinha num espaçoso apartamento à beira-mar. O horizonte esverdeado parece distanciá-la da cidade em confortável isolamento. Ao anoitecer, o lugar acolhe conhecidos e desconhecidos num frenético fluxo de festa. Iris é a atração principal. Mas num amanhecer ressacado, ela encontra um corpo na sala de estar.

***

3) O ORNITÓLOGO (2017, Portugal/Brasil, 117 min, 14 anos)

Direção: João Pedro Rodrigues
Com: Paul Hamy, Han Wen, João Pedro Rodrigues

Sinopse: Fernando é um solitário homem de 40 anos que trabalha como um ornitólogo. Ele decide viajar pelo curso de um rio a bordo de um caiaque, mas quando uma correnteza forte derruba sua pequena embarcação, ele inicia uma jornada sem volta e repleta de perigos.

***

INGRESSO:

– Reprises Fronteira Festival: entrada gratuita!

– Filmes em cartaz: ingresso valor gente boa de 8 reais inteira / 4 reais meia. Somente dinheiro – favor tentar levar trocado e ajudar a vida a ser mais tranquila.

Programação de 23/03 a 29/03: TODAS AS CORES DA NOITE, COM OS PUNHOS CERRADOS e JONAS E O CIRCO SEM LONA

PROGRAMAÇÃO ATUALIZADA: sessões de 23 a 29 de março!

 

Semana_23_março

 

Obs: desta vez excepcionalmente o horário não muda para 1h mais cedo no final de semana. Mesmo horário para os filmes em todos os dias.

Mais uma semana 100% brasileira na nossa sala.

A estreia desta semana é o filme pernambucano Todas as cores da noite / All the colors of the night, de Pedro Severien, que nestes primeiros dias será exibido juntamente com o curta-metragem “Loja de Répteis”, também do diretor.

E permanecem em cartaz mais esta semana: COM OS PUNHOS CERRADOS, filme do Ceará selecionado para o Festival de Locarno de 2014; e Jonas e o Circo sem Lona, terceiro lançamento do programa Sessão Vitrine Petrobras, do qual o Cine Cultura é parceiro exclusivo em Goiânia.

AVISO: observem que não teremos a sessão de TODAS AS CORES DA NOITE no dia 25/03, sábado. Neste dia e horário exibiremos a sessão especial de GUERRA DO PARAGUAY, de Luiz Rosemberg Filho, como parte da programação do Fronteira Festival.

 

***

1) TODAS AS CORES DA NOITE (2017, Brasil, 70 min)

Direção: Pedro Severien
Com: Sabrina Greve, Sandra Possani, Romulo Braga

Sinopse: Iris vive sozinha num espaçoso apartamento à beira-mar. O horizonte esverdeado parece distanciá-la da cidade em confortável isolamento. Ao anoitecer, o lugar acolhe conhecidos e desconhecidos num frenético fluxo de festa. Iris é a atração principal. Mas num amanhecer ressacado, ela encontra um corpo na sala de estar.

***

2) COM OS PUNHOS CERRADOS (2017, Brasil, 74 min, 16 anos)

Direção: Ricardo Pretti, Luiz Pretti, Pedro Diógenes
Com: Ricardo Pretti, Luiz Pretti, Pedro Diógenes, Samya De Lavor, Uirá dos Reis

Sinopse: Eugenio, Joaquim e João são três jovens que, através de uma rádio clandestina, lutam pela liberdade e planejam a revolução, invadindo as transmissões das rádios de Fortaleza e atacando a base constitutiva da sociedade burguesa e capitalista. Quando começam a incomodar os poderosos, suas vidas passam a correr risco, ao mesmo tempo em que surge uma bela e misteriosa ouvinte que deseja se unir a eles e pode transformar os seus destinos.

***

3) JONAS E O CIRCO SEM LONA (2017, Brasil, 81 min, livre)

Direção: Paula Gomes

Sinopse: Jonas tem 13 anos e seu sonho é manter vivo o circo que ele mesmo criou no quintal de sua casa. Enquanto luta por isso, Jonas vai atravessar a grande aventura de crescer.

***

Ingresso valor gente boa: 8 reais inteira / 4 reais meia. Somente dinheiro – favor tentar levar trocado e ajudar a vida a ser mais tranquila.

Programação de 16/03 a 22/03: OLHAR INSTIGADO, COM OS PUNHOS CERRADOS e JONAS E O CIRCO SEM LONA

PROGRAMAÇÃO ATUALIZADA: sessões de 16 a 22 de março!

 

20170315_CC_punhoscerrados_

 

Mais uma semana 100% brasileira na nossa sala.

Duas estreias esta semana: COM OS PUNHOS CERRADOS, filme do Ceará selecionado para o Festival de Locarno de 2014; e Jonas e o Circo sem Lona, terceiro lançamento do programa Sessão Vitrine Petrobras, do qual o Cine Cultura é parceiro exclusivo em Goiânia.

E atendendo a pedidos, o documentário Olhar Instigado, sobre pichação e arte urbana, terá cinco sessões extras.

Por fim, alguns avisos:

1) observem que não teremos sessão de OLHAR INSTIGADO e COM OS PUNHOS CERRADOS em alguns dias específicos (ver imagem do post).

2) às 10h da manhã de sexta-feira, 17/03, teremos sessão gratuita do documentário “Palavra (En)Cantada”, de Helena Solberg, num passeio sobre a música brasileira. Esta sessão é parte da Bienal Internacional do Cinema Sonoro – BIS.

3) a partir do dia 17/03, sexta-feira, o Cine Cultura receberá algumas sessões especiais e gratuitas como parte da programação do III Fronteira Festival. A programação do Fronteira está disponível no site www.fronteirafestival.com.

Abaixo, as sinopses dos filmes em cartaz esta semana. Nos comentários, os trailers.

***

1) OLHAR INSTIGADO (2017, Brasil, 71 min)

Direção: Chico Gomes e Felipe Lion
Com: Alexandre Orion, André “Pato” Monteiro, Bruno Locuras

Sinopse: São Paulo, capital econômica do Brasil, cidade de contradições, de paradoxos, um pedaço urbano de um país cujo espaço público é construído e estruturado através das divergências e convergências que existem entre seus habitantes. Neste contexto, três artistas buscam representar, através de suas artes, a maior cidade da América do Sul em todos os seus detalhes e particularidades.

***

2) COM OS PUNHOS CERRADOS (2017, Brasil, 74 min, 16 anos)

Direção: Ricardo Pretti, Luiz Pretti, Pedro Diógenes
Com: Ricardo Pretti, Luiz Pretti, Pedro Diógenes, Samya De Lavor, Uirá dos Reis

Sinopse: Eugenio, Joaquim e João são três jovens que, através de uma rádio clandestina, lutam pela liberdade e planejam a revolução, invadindo as transmissões das rádios de Fortaleza e atacando a base constitutiva da sociedade burguesa e capitalista. Quando começam a incomodar os poderosos, suas vidas passam a correr risco, ao mesmo tempo em que surge uma bela e misteriosa ouvinte que deseja se unir a eles e pode transformar os seus destinos.

***

3) JONAS E O CIRCO SEM LONA (2017, Brasil, 81 min, livre)

Direção: Paula Gomes

Sinopse: Jonas tem 13 anos e seu sonho é manter vivo o circo que ele mesmo criou no quintal de sua casa. Enquanto luta por isso, Jonas vai atravessar a grande aventura de crescer.

***

Ingresso valor gente boa: 8 reais inteira / 4 reais meia. Somente dinheiro – favor tentar levar trocado e ajudar a vida a ser mais tranquila.